Home>BIRD Magazine>EM DIA DE S.MARTINHO
BIRD Magazine

EM DIA DE S.MARTINHO

PAULO SANTOS SILVA
Reza a lenda que “num dia de tempestade, ia S. Martinho, valoroso soldado, montado no seu cavalo, quando viu um mendigo quase nu, tremendo de frio, que lhe estendia a mão. 
S. Martinho não hesitou: parou o cavalo e passou a sua mão carinhosamente na do pobre. Em seguida, com a espada, cortou a meio a sua capa de militar, dando metade ao mendigo. 
Apesar de mal agasalhado e de chover torrencialmente, o cavaleiro continuou o seu caminho, cheio de felicidade. Mas, subitamente, a tempestade desfez-se. O céu ficou límpido e um sol de Estio inundou a terra de luz e calor. Para que nunca se apague da memória dos homens, este ato de bondade praticado pelo cavaleiro, diz-se que, nessa mesma época, todos os anos, cessa por alguns dias o tempo frio. O céu fica azul e o Sol reaparece, quente e brilhante. 
É o Verão de S. Martinho!”
Esta é uma das várias versões desta lenda que podemos encontrar, que se encontra num livro intitulado “Flores para Crianças”, da autoria de Fernando Cardoso. Este livro, certamente estará na lembrança de alguns dos leitores, uma vez que ajudou a povoar o imaginário infantil de muitos de nós. Poucos saberão, mas a primeira edição deste livro data de 1977, tendo atingido as 34 edições!!! 
Nele, podemos encontrar adivinhas, anedotas, canções, charadas, contos, curiosidades, jogos, lendas, palavras cruzadas, poesias, provérbios, sugestões de trabalhos manuais, entre “muitas outras “flores” que o autor decidiu colocar no jardim de cada criança que abrir este livro.”
Fernando Cardoso nasceu no Porto, mas aos quatro anos de idade veio para Lisboa, onde subiu a vida a pulso. Começou a trabalhar aos doze anos. É um dos melhores escritores de literatura infanto-juvenil, sendo por muitos considerado o João de Deus dos tempos modernos, quer como poeta quer como pedagogo. Muitos dos seus livros estão igualmente publicados em braile. Procedeu à única recolha, a nível nacional, da poesia popular, numa coletânea que consta de quatro volumes, tendo por isso sido convidado a apresentar, na televisão, a rubrica «Poetas Populares». Notável poeta, publicou cinco livros de poemas. É autor de várias peças de teatro para crianças, jovens e adultos. Atualmente, é professor universitário de Direito e de Literatura Infantil e Juvenil. Mais de meia centena de manuais escolares, inserem pequenos extratos da sua vasta obra literária. Atendendo ao conjunto da sua obra, foi distinguido com a «Palma de Ouro» pela Accademia Internazionale di Pontzen. 
Termino esta crónica, com um poema do autor que gostaria de dedicar a uma amiga que está a passar pela dor profunda da perda de um filho, com apenas 28 meses. Que o Simão continue a brilhar todos os dias no teu e nos nossos corações!!! 
POEMA REAL

Se te falta a inspiraçãopara fazeres todos os diaslindas poesias…
Não percas nunca a coragem,
Faz do coração o temae como lemafaz de cada diaum poema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.