Home>BIRD Magazine>LIBERDADE VS. FUNDAMENTALISMO
BIRD Magazine

LIBERDADE VS. FUNDAMENTALISMO

CATARINA PINTO
Gostaria eu de escrever algo de diferente esta quinzena, mas na verdade não consigo deixar passar em branco a minha oportunidade de fazer uma breve reflexão sobre a liberdade versus fundamentalismo. Mais do que políticas, mais do que religiões, oriente ou ocidente esta a tão aclamada liberdade e o assombroso fundamentalismo. Não adianta ocultar o que se passou em Paris, o que se passou em países africanos como o Congo, Nigéria, do médio oriente como o caso do Líbano, Iraque… puro fundamentalismo que procura destruir a liberdade a ferro e fogo, com violência, morte, extermínio total…Está é a parte mais difícil de procurar compreender ambos os lados…
Depois da segunda guerra mundial a Europa reconstrui-se em rascunhos e ideais de criar um lugar mais ou menos paradisíaco (tendo em conta os horrores da guerra), procurar demonstrar que tinha aprendido com os erros passados, e este novo lugar seria povoado de valores como a liberdade, a igualdade, o humanismo… e talvez esse seja mais um dos erros ou ilusões… 
Pessoalmente a liberdade é um bem tão difícil de conseguir e só com bastante luta e força lá chegamos … o fundamentalistas que se sobressaem pela sua frieza, sem escrúpulos ou valores apropriados a civilização europeia…Eles estão sempre a espera de um motivo para destruir.
E donde vem os financiamentos? Pois é… mais uma vez erros e o mundo inteiro é culpado… uns porque o financiam outros porque o sabem e fecham os olhos, deixam que as coisas sucedam, o que também é crime. Eles conquistam territórios obviamente com poços de petróleo, porque a areia só não dá dinheiro, conquistam território com artefactos históricos valiosíssimo, destroem o que esta a vista e depois vendem outras peças no mercado negro … num futuro próximo ainda as iremos ver… escravizam o semelhante, ainda estão ligados a redes de órgãos e de prostituição… e tudo isto é em nome de um deus?… E ainda conseguem ter uma revista digital….até onde nós chegamos…
Para concluir vou só deixar uma breve nota…nos últimos tempos temos assistido a discussões nas redes sociais, e que são criadas do nada e explodem como bombas… mas sem conteúdo… contra a própria liberdade de cada um… devíamos deixar de comentários, senão estivermos de acordo devíamos passar em branco… cada questão tem a sua importância, não é o que se passa lá fora que vai retirar a devida importância aos problemas internos e vice-versa… todos os dias há flagelos que só nós sabemos e conhecemos… guardemos silêncio e a introspeção como sinal de respeito pelo mal do mundo…depois do silêncio, atuemos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.