Home>BIRD Magazine>O SEU ANIMAL NUNCA FOI AO VETERINÁRIO? E AGORA?
BIRD Magazine

O SEU ANIMAL NUNCA FOI AO VETERINÁRIO? E AGORA?

PEDRO SOARES
Cada vez mais famílias optam por ter um animal de estimação. Aliás um animal de estimação acaba por ser um membro das nossas famílias. Todos temos na nossa memória de infância, nos nossos álbuns de família a lembrança e a nostalgia “daquele” que tanto nos marcou e nos deixou registos de afetividade únicos. Os animais são assim, dão afeto sem nunca estar á espera de receber.
Nos últimos anos a medicina veterinária evoluiu de uma forma vertiginosa, e tem acompanhado o ritmo que a sociedade vai cada vez mais alterando a sua postura e a forma como se vê e revê no modo como trata e cuida da saúde dos animais de companhia que lhe pertencem. E ainda bem que assim é!
Hoje em dia um diagnóstico clínico é baseado em análises de sangue, exames de imagiologia tais como raio-x, ecografia, a tac, entre outros. A veterinária tem evoluído de modo a proporcionar mais bem-estar animal e na tentativa de aumentar a longevidade dos animais de companhia.
O Médico Veterinário, passou a ser o Médico Veterinário de “família”.
E então quais são os cuidados básicos que eu como proprietário devo ter? Qual a importância do Médico Veterinário?
O Médico Veterinário é o profissional mais indicado e competente para o aconselhar em todos os aspetos relativamente a todos os cuidados de saúde. Se nunca consultou o seu gato ou o seu cão, lembre-se que existem muitos mitos acerca da saúde animal. Existe uma panóplia de produtos no mercado e alimentos que por vezes não são os mais indicados, alguns até desaconselhados.
O protocolo vacinal, a desparasitação e a colocação do microchip são considerados os cuidados básicos. Note que as vacinas contras as doenças infecto-contagiosas, são de extrema importância pois algumas dessas doenças podem ser transmitidas ao ser humano, nomeadamente a Leptospirose no caso do cão. Depois temos também como opcional a vacina contra a Leishmaniose (doença endémica na zona de Amarante).

Em cães o microchip e a vacina anti-rábica são obrigatórias.

Já as desparasitações tanto internas como externas são de extrema importância. O desparasitante indicado deve ser aconselhado pelo médico veterinário.
Depois pode e deve fazer um check-up anual, onde avaliamos a função renal, hepática, descartamos problemas de mobilidade entre outros. Diagnósticos atempados de determinadas patologias, garantem um prognóstico muito mais favorável, ao invés da patologia ser diagnosticada numa fase tardia.
Por fim não devemos descurar alimentação. É de extrema importância uma alimentação cujo conteúdo em nutrientes seja adaptado de acordo com a sua função no organismo e com a fase da vida do gato ou do cão. Ao longo da vida dos animais, desde a gestação até aos primeiros sinais de envelhecimento, o alimento vai ter um papel decisivo na sua saúde.
Para além dos múltiplos efeitos a nível da saúde e bem-estar dos gatos e dos cães, a Nutrição-Saúde gera resultados visíveis (pele e pelagem, manutenção do peso ideal e higiene oral…).
Vai sempre a tempo de colocar a Saúde do seu Animal em dia!
Para bem da sua saúde e do seu melhor amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.