Home>BIRD Magazine>“EU GOSTO DOS BOMBEIROS E TU?”
BIRD Magazine

“EU GOSTO DOS BOMBEIROS E TU?”

JOÃO MONTEIRO LIMA
Antecipando um verão que não sei quando chegará, escrevo a pensar nos incêndios florestais que todos os anos assolam o País no Verão e que reduzem a cinza muitos milhares de hectares de floresta, que matam muitos milhares de animais, destroem casas, levam tantas mulheres e homens (os bombeiros) à exaustão, quando não lhes rouba a vida.
Não tenho a solução para acabar com este problema, mas penso que se todos reflectirmos poderemos contribuir para, pelo menos, reduzir a dimensão da catástrofe e simultaneamente transmitir a nossa gratidão a quem está sempre pronta a dar a vida por nós.
Se da parte dos Bombeiros o trabalho é feito ao longo do ano, com formações, com melhores equipamentos de protecção, com a aposta em melhores viaturas, da nossa parte, da parte da sociedade penso que muito há ainda para fazer.
É fácil de perceber que há que apostar na prevenção (através da limpeza dos terrenos), na denúncia de situações potencialmente perigosas e potenciadoras de incêndio, existindo, no entanto outras duas formas de ajudar e que muitas vezes a sociedade não lhes dá importância que deveria. Refiro-me por um lado, à valorização do papel do Bombeiro  na sociedade e por outro, à necessidade de exigir ao Estado que conceda aos Bombeiros diversos benefícios, a começar, por exemplo, pela retribuição monetária que é paga aos Bombeiros que fazem parte das equipas de combate aos incêndios.
É inquestionável que os bombeiros que integram as equipas de combate a incêndio são muito mal pagos face aos riscos que correm. Um exemplo – nenhum de nós, que não bombeiro, está disposto a combater incêndios durante 24horas e depois receber apenas cerca de € 45, mas é isto que acontece actualmente. O problema não é de agora, mas arrasta-se ao longo dos anos, sem que as sucessivas tutelas tenham a coragem de alterar o valor, explicando (se necessário) o porquê de subir ao valor a pagar.
Mas nós, enquanto sociedade, temos o dever de valorizar o papel do bombeiro, reconhecer a acção dos Bombeiros que apenas se alicerça na vontade de “fazer o bem sem olhar a quem” e demonstrar-lhes a nossa gratidão. Com acções, públicas ou privadas, através das quais eles percebam que nós lhes estamos gratos por tudo o que nos fazem.
Já repararam que a maioria da sociedade só se lembra dos Bombeiros quando precisa deles? E ainda há alguns que apenas sabem dizer mal dos bombeiros?
Eu não. Eu lembro-me dos bombeiros todos os dias. Eu gosto dos Bombeiros.
Deixo-vos um desafio – Vamos mostrar que gostamos dos bombeiros. Alinham?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.