Home>BIRD Magazine>NEOPLASIAS CUTÂNEAS E LESÕES DE RISCO NO PÉ
BIRD Magazine

NEOPLASIAS CUTÂNEAS E LESÕES DE RISCO NO PÉ

FÁTIMA LOPES
A maioria dos tumores que se desenvolvem em várias zonas cutâneas podem também observar-se no pé. Aproximadamente 87% dos tumores do pé são benignos e 13% são malignos dos quais 99% são primitivos.
No pé é frequente o aparecimento de patologia cutânea tumoral benigna e por; vezes maligna, a manifestação destas lesões pode ser; local primária ou ser parte integrante de patologia sistémica.
Dentro das lesões mais frequentes destacam-se as lesões pigmentadas, as vasculares e os tumores epiteliais.
Nas lesões pigmentadas encontram-se vários tipos de nevos (sinais da pele) e o melanoma maligno.
Nas lesões vasculares são frequentes os hemangiomas, as malformações capilares, o granuloma piogénico, o sarcoma de Kaposi e ainda os linfangiomas.
O queratoacantoma, a doença de Bowen, o carcinoma espinocelular e o carcinoma basocelular realçam os tumores epiteliais.
O pé pode ainda ser sede de envolvimento de vários tipos de linfomas e de outro tipo de tumores incluindo os quistos sinoviais, os fibromas periungueais, entre outros. Impõem-se um diagnóstico diferencial apurado, com lesões microbianas, nomeadamente viricas, inflamatórias e traumáticas; recorrendo-se com frequência à dermatoscopia para confirmação o caracter benigno de uma lesão pigmentada, sendo o exame histológico frequentemente necessário para um diagnóstico definitivo.A radiologia e o diagnóstico por ressonância magnetica confirmam com precisão o diagnóstico e a extenção dos tumores. 
mais informações em : www.centroclinicodope.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.