Home>BIRD Magazine>JÁ CONHECE A "AQUILINO"?
BIRD Magazine

JÁ CONHECE A "AQUILINO"?

CRÓNICA DE PAULO NETO
Criámos a “aquilino”. Há uns anos. É uma revista literária monotemática e tem a sua essência, sua “anima” no minimalista título que ostenta.
Desta feita, 43 anos volvidos após o surgimento da fotobiografia lavrada por outro grande nome das Letras portuguesas, Fernando Namora, achámos oportuno apresentar uma acrescentada proposta aos inúmeros cultores aquilinianos, cada vez mais numerosos, na evidente prova de que o autor do Carregal não se anacronizou como tantos de seus coetâneos pares.
A “aquilino” é uma Revista Literária da Câmara de Sernancelhe, concelho do escritor, e é talvez a única revista de uma autarquia portuguesa inteiramente consagrada à literatura, a esse fundamental nicho da cultura, apostada na divulgação da sua modelar vida de lutador pela liberdade e democracia e na difusão da sua obra.
Apresentou-se simbólica e primicialmente em Junho, no claustro do antigo Colégio da Lapa onde Aquilino Ribeiro estudou e que lhe serviu de cenário para “Uma Luz ao Longe”.
Na passada 6ª feira, dia 15, desceu à capital e foi dada a conhecer no local predilecto de suas tertúlias e na sede dos Livreiros a que foi fiel em meio século de profícua produção, continuando agora a ser a “casa” de suas reedições:a Bertrand do Chiado, a mais antiga livraria do mundo.
Apresentou-se e muito bem com público numeroso, num princípio de fim-de-semana mais chamativo do mar com 40º de apertada canícula. 
Coube-nos a nós e ao neto, Aquilino Machado a gratificante função.
Em breve será vez da Bertrand do Bom Sucesso, no Porto, do Dolce Vita, em Coimbra e do Palácio do Gelo, em Viseu.
Mantemos a chama viva. Falamos “aquilino” e convidamos a ler Aquilino. 
Este é o maior tributo que se faz a um Escritor quando, 131 volvidos sobre o seu nascimento, não caiu no olvido dos homens e continua a ser objecto recorrente de crescente interesse e admiração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.