Home>BIRD Magazine>A RAÇA DOS BOMBEIROS
BIRD Magazine

A RAÇA DOS BOMBEIROS

CRÓNICA DE JOÃO MONTEIRO LIMA
O dia que agora termina não correu como se desejava. As tréguas estão longe de acontecer, mas os bombeiros não se dão por derrotados.
Destes dois dias guardo muitas memórias, umas boas e outras más.
Guardo o empenho, a abnegação, a raça dos melhores bombeiros do mundo. De todos, da central aos bombeiros no terreno, da cozinha ao Comando, passando pela limpeza e pela secretaria. Todos num único sentido, a defesa da nossa terra.
O cansaço não os verga e eles só abrandarão quando tiverem dominado o inimigo. Foi isso que eu vi, homens e melhores cansados mas longe, muito longe de estarem derrotados.
Vi e recebi muitas mensagens de apoio para os bombeiros do Marco, todas elas merecidas.
Não tenho memória de ver o concelho do Marco assim irmanado em torno de uma causa e é bonito ver que estamos todos (ou quase todos) a ansiar pelo mesmo.
Vi e recebi de muitos marcoenses, particulares, empresas, autarquias, clubes, instituições e grupos de pessoas a generosa contribuição em géneros e em dinheiro para ajudar neste momento difícil. Alguns desses fizeram questão que nunca se soubesse o seu nome e tal será respeitado.
Guardarei a imagem que vi ao fim do dia no quartel em que uma criança, acompanhada pelo pai, chegou carregada de bens alimentares para os bombeiros. Esta criança ajudou também nesta luta, tal como a que, já esta noite, entregou o dinheiro que tinha para comprar o seu gelado aos bombeiros. A emoção tomou conta dos presentes e estou certo que os bombeiros ficarão satisfeitos quando souberem desta gesto tão grande e significativo desta criança.
Poderia falar das más memórias, de quem não quer saber deste esforço incrível dos bombeiros, mas não lhes darei esse prazer. A dar-lhes algo seria um dicionário para perceberem o significado de algumas palavras e como se escrevem. 
Diz o povo que “dos fracos não reza a história” e a história do Marco far-se-á sempre dos bons, dos que são solidários e dela farão sempre parte todos os Bombeiros do Marco e os marcoenses de bem, que são todos os que não titubeam na solidariedade com quem dá tudo por eles.
Bem hajam todos os marcoenses que são solidários e como diz alguém “que nunca precisem dos bombeiros” na certeza que se precisarem os bombeiros dirão presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.