Home>BIRD Magazine>NAS ASAS DO TEMPO E DA POESIA
BIRD Magazine

NAS ASAS DO TEMPO E DA POESIA

CATARINA PINTO
Porque das palavras antigas construímos pontes para o futuro…deixo-vos com um breve texto e poema escrito há cerca de 3 anos, sobre a poesia, o ser poeta…
“O poeta é o quente, é o horizonte. O poeta é a alma do céu, fantasma da sua sombra aprisionada. O poeta sabe transformar o vazio em sonhos de liberdade, sabe transformar o frio gelo em loucos desejos. Apenas ele ama e desama sem modificar o sentido das palavras, modifica qualquer ordem sem criar o caos. O poeta é como um Deus, é criador de si mesmo. Cresce dentro de si mesmo e aniquila tudo o que o apaga. O poeta é mar, é água, vento , brisa, terra, flor todos os elementos nas mãos dos corações humanos, é o mais doce dos beijos no meio do agreste veneno O poeta é o poeta e nada mais e nada menos que o POETA…”

“Constrói palavras,

Derruba as paredes dos palácios de papel,

Rei dos decassílabos,

Prado verde escuro, caminho que percorre,

Perde-se em cada parágrafo, Sonha, sonha, sonha,

Embaixador do amor,

Cria com os pensamentos, Mata com a sabedoria Esse velho poeta…

Conhece a solidão rodeado de rosas

Vagabundo do seu próprio coração Vive no mundo sozinho Saboreia a desilusão entre o doce mel

Pintados na poesia.

Esse poeta sou eu…

És tu…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.