Home>BIRD Magazine>À DESCOBERTA DOS AÇORES: SENHOR BOM JESUS DA PEDRA
BIRD Magazine

À DESCOBERTA DOS AÇORES: SENHOR BOM JESUS DA PEDRA

SENHOR BOM JESUS DA PEDRA
DR
CARLA LIMA
Vila Franca do Campo é uma vila portuguesa na ilha de S. Miguel, nos Açores,tendo sido a primeira capital da Ilha, criada em 1444 por Gonçalo Vaz Botelho.
Ir a Vila Franca e não ir ao Ilhéu é como ir a “Roma e não ir ao Vaticano”. O Ilhéu de Vila Franca do Campo, localizado a cerca de 1 Km da costa da vila é uma cratera de um vulcão extinto, classificado como Reserva Natural. Ultimamente tornou-se famoso a nível mundial devido ao Red Bull Cliff Diving.
Outros motivos de interesse de Vila Franca do Campo são a Igreja Matriz do século XV, devido à sua fachada gótica e a capela de Nossa Senhora da Paz situada num miradouro com uma vista única sobre a costa sul da Ilha.
Muito apreciadas são as famosas Queijadas da Vila, com origem no Convento de Santo André, ainda hoje fabricadas de acordo com uma receita mantida em segredo.
Para quem gosta de trivialidades aqui vai uma: em 27 de agosto de 1994, o guitarrista Nuno Bettencourt casou com a cantora Suze DeMarchi, na Igreja Matriz de Vila Franca do Campo.
Em termos de festas, Vila Franca do Campo tem duas anuais bastante relevantes: as Festas de São João e a Festa do Senhor da Pedra, que é festejada neste fim-de-semana.
ILHÉU DE VILA FRANCA
DR
Como as Festas de São João já passaram, interessa falar sobre a Festa do Senhor da Pedra. Sendo uma festa essencialmente religiosa, o primeiro ponto alto acontece com a Procissão da mudança da imagem da Igreja da Misericórdia para a Igreja Matriz e o segundo é no Domingo, com a Eucaristia e a Procissão solenes.
Trata-se de uma festa que extravasa o âmbito do Concelho e chama à Vila Franca inúmeras pessoas, inclusive da diáspora.
Não é fácil precisar em que altura começou este culto e esta festa. Sobre a imagem há uma lenda que diz que deu à costa, dentro de uma caixa de madeira, em data desconhecida. A imagem representa a figura do “Ecce Homo”, o Cristo coroado de espinhos, sentado numa pedra.
As festas em honra do Senhor Bom Jesus da Pedra estão, desde sempre, a cargo da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo e realizam-se no último domingo de Agosto de cada ano, pelo menos desde 1903, data da autorização do Papa Leão XIII para que estas festividades fossem reconhecidas.
Para mim as Festas do Senhor da Pedra têm um significado especial porque no ano de 1952, no último Domingo de Agosto nascia o homem mais importante para mim, ao mesmo tempo que a imagem do Senhor da Pedra saía da Igreja: o meu pai. Ou seja, quando o meu pai nasceu tocaram os sinos e rebentaram foguetes.

“E eu que esperava fogos-de-artifício, esqueci que as estrelas não fazem barulho.”
Clarice Lispector

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.