Home>BIRD Magazine>AUSÊNCIA DE RECONHECIMENTO
BIRD Magazine

AUSÊNCIA DE RECONHECIMENTO

JORGE MADUREIRA 
Reconhecimento pelo que se faz nem sempre é a realidade que o Profissional idealiza.
Tantas vezes, para se sentir motivado basta ouvir um simples “obrigado” e ou “parabéns”
Mas isso nem sempre acontece. Gestos que deveriam ser frequentes pura e simplesmente não acontecem. Quanto custa este gesto à hierarquia?
Temos outros gestos de reconhecimento: promoções, participação em projectos interessantes e até especiais.
Nem sempre a culpa é dos gestores de topo esta falta de consideração ou reconhecimento pelo trabalho realizado ao longo dos anos, mas sim de que quem chefia directamente. Não avalia ou avalia mal o trabalho do outro. Não deixa crescer profissionalmente. Alguns fazem isso intencionalmente quando não sentem seguros e ter desassossego que venham a ser ainda melhor que eles.
Tantas horas de sono perdidas, dias sem se alimentar nas devidas condições. Não se ausentar para tratar de problemas pessoais e familiares. A vida e o mundo são cruéis, e muitas vezes injustos.
Muitos colaboradores sentem-se desvalorizados no local de trabalho e por outra pessoas com quem trabalham e convivem todos dias, directa ou indirectamente. É um sentimento manifestado através da percepção individual, por exemplo quando existe uma avaliação que mais parece um julgamento. Acontece isso com chefia que não conhece os valores e o profissionalismo de cada colaborador da sua equipa. Ou não está preparado para os avaliar e passa a realizar julgamentos e não avaliações. Ou então é outra coisa menos clara…

Por vezes é grande a frustração pela ausência de reconhecimento.
Nestes casos é necessário agir sempre com profissionalismo e não só com emoção. Procurar ser mestre naquilo que se faz e ser apaixonado pelo que se faz. Quando se tem amor pela actividade que se realiza, é feita sempre com dedicação. Ser competente e preocupado e apresentar resultados para a empresa deve ser a prioridade. Não se é reconhecido? Talvez!
Mas fica-se de consciência tranquila. Como consequência haverá reconhecimento explícito, se não for dos gestores será com certeza dos colegas de trabalho.
Quem realmente conhece aquilo que está sendo oferecido, sabe dar valor o respectivo valor.
Quem conhece profundamente o colaborador, valoriza as qualidades, habilidades e competências, mesmo que sejam precisas (muitas) melhorais, saberá mensurar o verdadeiro valor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.