Home>BIRD Magazine>HALLOWEEN: DOÇURA OU TRAVESSURA?
BIRD Magazine

HALLOWEEN: DOÇURA OU TRAVESSURA?

SÍLVIA TEIXEIRA
Na noite de Halloween os zombies, os vampiros, os fantasmas e as bruxas saem à rua, mas quem ganha são os doces… ou as partidas!
No nosso país é cada vez mais comum a comemoração do “Dia das Bruxas”. No dia 31 de Outubro muitas crianças usam fantasias assustadoras e vão de porta em porta em busca de guloseimas, gritando “ Doçura ou Travessura?”.
Muitos pais ficam preocupados com o efeito de tantos doces na Saúde Oral dos seus filhos mas não há que fazer nenhum drama. Este dia até pode funcionar como uma excelente oportunidade para consciencializar pais e crianças dos cuidados a ter com o consumo de guloseimas e de os informar como minimizar os danos que os doces provocam na dentição.
Aqui ficam algumas dicas:
1. Dê-lhes uma boa refeição – se os seus filhos se alimentarem corretamente antes de saírem para a festa do Halloween, menor a probabilidade de caírem na tentação de comerem todos os doces.
2. Dê-lhes água – Beber água, deixando que ela passe por todos os dentes enxaguando-os, pode fazer toda a diferença para que as guloseimas não fiquem tanto tempo em contato com os dentes.
3. Estimule-os a escovar os dentes – Incentive-os a escovar os dentes corretamente sempre que comem doces. É a única forma eficaz de diminuir o tempo que o açúcar fica em contato com os dentes e de prevenir a formação de cáries. Aproveite esta oportunidade para o explicar.
É absolutamente proibido ir para a cama sem escovar os dentes, usar fio dentário e, idealmente, bochechar com colutório de Flúor. Essa escovagem deve ter a supervisão dos pais. Ao dormir, a nossa saliva diminui, favorecendo a ação das bactérias na formação de placa, o que leva à formação de cáries e ao aparecimento de doenças da gengiva.
4. Limite a quantidade de guloseimas – Estabeleça o número máximo de doces a consumir. Se o seu filho habitualmente não consome muitos doces não faz sentido ser muito radical neste dia, desde que siga as outras dicas. Se, pelo contrário, o seu filho consome doces com muita frequência, talvez seja útil fazer “desaparecer” as guloseimas que sobram deste dia e evitar que a tentação se prolongue durante semanas.
5. Limite o número de vezes que o seu filho come guloseimas – Quando a placa bacteriana se mistura com o açúcar forma um “ácido” que durante 20 minutos ataca os dentes tornando-os mais susceptíveis à cárie. Isto acontece todas as vezes que se comem doces. Ou seja, 5 guloseimas comidas de uma só vez significam um ataque de 20 minutos de reação da placa bacteriana. As mesmas 5 guloseimas comidas em 5 alturas diferentes significam 5 ataques, 100 minutos de reação da placa bacteriana! É por isso importante definir o horário dos doces, preferencialmente depois das refeições, e evitar que os seus filhos comam as guloseimas aleatoriamente durante o dia.
6. Selecione as guloseimas – Nem todas as guloseimas são iguais. Devem ser evitadas aquelas mais pegajosas, que se “colam” mais aos dentes e se mantêm na boca durante mais tempo e preferir aquelas que se derretem e são engolidas mais rapidamente.
A tabela que se segue, adapatada das recomendações da American Academy of Pediatric Dentistry, pode ajudá-lo as escolher os doces, não só neste dia mas também durante todo o ano
Não se esqueça que os doces, quando consumidos com moderação, não são os maiores inimigos dos dentes, desde que existam hábitos de Higiene Oral e acompanhamento preventivo pelo seu Médico Dentista.
E, já agora, um Feliz Halloween!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.