Home>BIRD Magazine>O DIABO QUE APARECIA EM CABANELAS, DISFARÇADO DE CABRA VOADORA
BIRD Magazine

O DIABO QUE APARECIA EM CABANELAS, DISFARÇADO DE CABRA VOADORA

JOAQUIM DA SILVA GOMES
A freguesia de Cabanelas, do concelho de Vila Verde, parece propícia a episódios invulgares. Um dos últimos acontecimentos ocorreu em 30 de Outubro de 1988, quando a então “Rádio Braga” noticiou que os marcianos tinham invadido Braga e aterrado, exactamente, em Cabanelas.
Este relato, intitulado “Guerra dos Marcianos”, no qual participou activamente o jornalista Costa Guimarães, marcou profundamente as gentes desta região. Por causa destes relatos dos marcianos que apareceram em Cabanelas, foram muitos os minhotos que se dirigiram, nas suas viaturas, para bem longe desta localidade.
No entanto, outro acontecimento assustador, e que ocorreu nesta freguesia de Vila Verde, verificou-se no longínquo ano de 1933. Nesse ano, ocorreu um episódio em Cabanelas, que marcou profundamente os seus habitantes e ainda os habitantes das freguesias vizinhas. Estávamos no início da Primavera (mês de Abril), quando surgiu o boato de que num campo, pertencente a um indivíduo de apelido “Carvalho”, aparecia o diabo! Como acontece quase sempre nestas ocasiões, o boato depressa se espalhou.
Durante alguns dias, esse campo esteve sempre com muita gente, existindo momentos em que se juntavam centenas de pessoas, vindas não só de Cabanelas, mas também de várias freguesias vizinhas de Barcelos e de Braga, como S. Paio de Merelim, Cervães, Lama, S. Veríssimo, S. Romão da Ucha e Prado! Aos domingos, a multidão era de tal ordem, que se verificavam momentos de verdadeira loucura. Todos queriam ver o diabo, que diziam que berrava como uma cabra e miava como um gato assanhado! Numa dessas noites de Abril, o diabo apareceu no campo do senhor Carvalho, tendo algumas pessoas presenciado “o espectáculo inédito de uma cabra a voar, ora miando como um gato, ora berrando como um possesso? “ (Jornal “Correio do Minho”, de 30 de Abril de 1933).
Em certos momentos, parecia que o diabo queria jogar às escondidas com as pessoas presentes, uma vez que aparecia num canto do campo, envolto numa nuvem negra, e depois rasava por cima da cabeça das pessoas!

As notícias sobre o diabo que aparecia em Cabanelas mantiveram-se durante as semanas e os anos seguintes. De vez em quando, diziam, lá aparecia o diabo, a berrar ou a miar. Por isso, quando passarmos pela freguesia de Cabanelas, devemos manter-nos sempre atentos, não vá o diabo voltar a aparecer, disfarçado de cabra voadora! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.