Home>BIRD Magazine>GREVE DOS TÉCNICOS DE RADIOLOGIA
BIRD Magazine

GREVE DOS TÉCNICOS DE RADIOLOGIA

JOÃO RAMOS
Os técnicos de radiologia do país encontram-se, desde o dia 14 de Novembro em greve, reivindicando o fim da discriminação entre as carreiras no seio da própria organização, entre outros aspectos de igual relevância. Estas reivindicações visam a actualização dos vencimentos de parte dos técnicos, que com níveis de qualificações, horários e tarefas semelhantes auferem um rendimento mensal significativamente inferior, o que para além de constituir uma injustiça do ponto de vista moral, viola explicitamente não só a lei, mas também a própria constituição. Os custos associados às medidas propostas pelo sindicato são residuais, podendo facilmente ser acomodadas nos orçamentos do ministério da saúde, sem que tal afecte a execução orçamental. Infelizmente a greve tem passado despercebida nos meios de comunicação social e inclusivamente o próprio ministério, numa postura absolutamente anti-democrática recusou-se a receber os representantes dos técnicos de radiologia e pelo menos a escutar os argumentos da classe profissional. 
Convém lembrar, que apesar de representarem um grupo indispensável ao funcionamento do serviço nacional de saúde, os técnicos de raio X não possuem a capacidade de pressão e a visibilidade de outras actividades profissionais como os médicos ou os enfermeiros e por isso têm sido o “alvo” preferido das políticas de austeridade dos sucessivos governos. Ao contrário do que transparece para o público, o funcionamento do hospital é muito mais do que o quadro médico, envolvendo toda uma equipa de suporte, todos os dias assegura o atendimento de milhares de pacientes de norte a sul do país e dos quais se incluem pessoal auxiliar, enfermeiros e técnicos de raio X. Um serviço nacional de saúde de qualidade deverá prezar pelo respeito e dignidade de todos os profissionais do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.