Home>BIRD Magazine>QUANDO DEVO LEVAR O MEU FILHO PELA PRIMEIRA VEZ AO DENTISTA?
BIRD Magazine

QUANDO DEVO LEVAR O MEU FILHO PELA PRIMEIRA VEZ AO DENTISTA?

INÊS MAGALHÃES
Idealmente, os cuidados dentários infantis devem iniciar-se com conselhos pré-natais aos futuros pais sobre a importância da saúde oral na criança, para além da extrema importância da saúde oral na grávida. Os cuidados de saúde oral infantil devem ser vistos como a base para uma educação preventiva que proporcione todas as condições para um ótimo crescimento, desenvolvimento e funcionamento, quer dentário, quer geral da criança.
A Academia Europeia e Americana de Odontopediatria recomendam a primeira visita ao dentista até ao primeiro ano de idade. Idealmente estas visitas servem para uma observação do estado de saúde oral da criança e informar os pais sobre atitudes preventivas, detetar hábitos nocivos (utilização inadequada de biberão, chupeta) e estabelecer um programa adequado ao grau de risco do bebé.
A primeira consulta deve ser realizada, então, quando os primeiros dentes temporários (vulgo “dente de leite”) nascem (por volta dos 6/7 meses de idade) ou, no máximo, até à criança completar o primeiro ano de vida.
Idealmente, quando existe uma boa saúde oral, a criança deve ser observada a cada seis meses. Em situações de elevado risco de cárie, esta periodicidade deve ser reduzida para intervalos de três meses.
É muito comum o aparecimento da cárie precoce na primeira infância. Várias medidas são importantes na sua prevenção. Entre elas:

· Promoção da amamentação materna pelo menos até aos 4-6 meses de idade;
· Colocação de apenas leite ou água no biberão e oferecer à criança sobretudo durante o dia e nunca quando esteja a dormir;
· Não colocar líquidos açucarados no biberão nem na chupeta;
· Logo que os primeiros dentem nasçam, promover a sua higiene com uma gaze, dedeira ou escova macia, idealmente após as refeições;
· A criança nunca deve dormir com a boca por higienizar. Mesmo que seja necessário a sua alimentação durante a noite, deve proceder-se sempre à sua higiene oral no final;
· Visitar o médico dentista. 

No caso de ainda não existir cárie, torna-se de extrema importância a sua prevenção no consultório médico-dentário, com a aplicação tópica de flúor e com a aplicação de selantes de fissuras. Estes últimos consistem numa espécie de “verniz” que se aplica na superfície de dentes sãos, com o objetivo de prevenir, então, o aparecimento de lesões de cárie dentária. Constitui um recurso eficaz em termos preventivos, não devendo constituir uma medida isolada mas antes integrada num programa mais alargado de prevenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.