Home>BIRD Magazine>COMO TER SAPATILHAS AJUSTADAS AO SEU PÉ
BIRD Magazine

COMO TER SAPATILHAS AJUSTADAS AO SEU PÉ

FÁTIMA LOPES CARVALHO
Para ser capaz de quantificar as sapatilhas de acordo com os parâmetros de ligeireza e flexibilidade de uma sapatilha de corrida, a revista Journal of Foot Ankle Research; publicou um artigo que esclarece quias as principais características de uma sapatilha e ajuda a esclarecer mediante pontuação o seu grau de minimalismo.
Existem uma classificação que assenta em 5 pontos:
PESO – é uma das características mais importantes de uma sapatilha e pode variar muito de modelo para modelo.
·         5 = Menos de 125g
·         4 = Entre 125g e 175g
·         3 = Entre 175g e 225g
·         2 = Entre 225g e 275g
·         1 = Entre 275g e 325g
·         0 = 325g ou mais.
ALTURA DO TACÃO TOTAL
·         5 = Menos de 8mm
·         4 = Entre 8mm e 14mm
·         3 = Entre 14mm e 20mm
·         2 = Entre 20mm e 26mm
·         1 = Entre 26mm e 32mm
·         0 = 325g ou mais.
DROP – calcula-se medindo a altura da meia sola na zona do calcanhar e a zona dos metatarsos. Se subtrairmos a altura do tacão à altura dos metatarsos obtemos uma medida que nos indica o ângulo de caída dessa sapatilha. Esta medida é indicada na etiqueta da sapatilha.
·         5 = Menos de 1mm
·         4 = Entre 1mm e 4mm
·         3 = Entre 4mm e 7mm
·         2 = Entre 7mm e 10mm
·         1 = Entre 10mme 13mm
·         0 = 13mm ou mais.
ESTABILIDADE E CONTROLE DE MOVIMENTO – são vários dispositivos cuja função é ajudar o pé tais como: contrafortes rígidos no calcanhar, palmilhas internas elevadas, elementos de tensão, peças plásticas presentes no mediopé, meias solas de diferentes densidades.
Assim a pontuação é de acordo com o número presente destes dispositivos
·         5 = Nenhum dispositivo
·         4 = 1 Dispositivo
·         3 = 2 Dispositivos
·         2 = 3 Dispositivos
·         1 = 4 Dispositivos
·         0 = 5 ou 6 dispositivos
FLEXIBILIDADE – a sapatilha é avaliada mediante a sua capacidade de flexão longitudinal e torsional.
Flexibilidade longitudinal
·         2.5 = Mínima resistência à flexão (é possível enrolar a sapatilha mais de 360º)
·         2.0 = Pequena resistência à flexão (flexão máxima de 360º): a parte dos dedos é capaz de torcer até ao calcanhar.
·         1.5 = Moderada resistência ao dobrar-se a sapatilha. A zona dos dedos não toca o calcanhar mas forma um ângulo de pelo menos 90º
·         1.0 = Grande resistência ao dobrar a sapatilha, a zona anterior e posterior formam um ângulo entre 45 e 90º
·         0.5 = Forte resistência à flexão, a zona anterior e posterior formam um ângulo máximo de 45ª
·         0 = Extema resistência à flexão
Flexibilidade torsional
·         2.5 = Mínima resistência à torção (é possível enrolar-se sobre si mesma)
·         2.0 = Pequena resistência à torção
·         1.5 = Moderada resistência à torção
·         1.0 = Grande resistência à torção
·         0.5 = Altíssima resistência à torção
·         0 = Extrema resistência à torção
Para obter um índice de minimalismo da sapatilha deve-se somar as pontuações das diferentes medidas e o valor total deve ser multiplicado por 4.
Assim uma sapatilha cujo peso é: 280g atribuímos uma pontuação de 1, altura de sola de 30,02mm pontuamos com 1; drop o tacão mede 18mm e a zona dos metatarsos 8mm logo o drop é de 18-8=10mm pontuamos com 2; se não apresentar elementos pontuamos com 5 e se a nossa sapatilha flexiona moderadamente e também se torce com relativa facilidade pontuamos com 1,5 em longitude e 1,5 em torção logo: 3+2+2+5+3=15*4=60% de minimalismo.
Esta sapatilha com este índice de minimalismo é extremamente ligeira, baixo drop sem presença de dispositivos de ajuda na contenção do pé e facilmente se dobra, este tipo de sapatilhas é indicado para corredores eficientes, para corridas rápidas, competições, corredores mais minimalistas.
E se o resultado do índice de minimalismo for 16%, como se caracteriza essa sapatilha?
Estas sapatilhas apresentam muito peso, muita altura de tacão e drop, apresenta vários elementos de contenção e estabilidade e é difícil de dobrar logo são indicadas para pés mais pronados, corredores pesados e corridas de longas distâncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.