Home>BIRD Magazine>BRAÇOS CORREDORES
BIRD Magazine

BRAÇOS CORREDORES

ELISABETE RIBEIRO
Então, mas não corremos com as pernas? Parece um título estranho este, mas a verdade é que os braços também correm.
Na corrida é muito comum que a atenção se prenda mais na parte inferior do corpo – pernas e pés – mas a parte superior também é deveras importante e ajuda a melhorar o desempenho na corrida. Seguem algumas sugestões.
Sim, a parte inferior do corpo é essencial para correr ou praticar a modalidade. Mas a parte superior – especialmente os braços – também desempenha um papel essencial. Quando corremos fazemo-lo com todo o corpo. E, por, isso, pequenos detalhes na postura ou no movimento dos braços podem fazer toda a diferença na sua performance.
Os braços são muito importantes na corrida, pois proporcionam equilíbrio, dão impulso e favorecem a direção da passada. Para melhorar o seu ‘bracejar’ durante a corrida deve antes de mais sincronizá-lo com as suas passadas, mas de forma contrária. Portanto, se avança com a perna direita, a acompanhá-la deve estar o braço esquerdo, e vice-versa.
Os cotovelos também devem estar próximos do corpo, mas não colados. O ângulo do braço deve estar perto dos 90 graus, mas não é preciso fazer disto uma obsessão.
Já os ombros e as mãos devem manter-se relaxados, embora as mãos não possam ser deixadas completamente soltas (mas nada de punhos cerrados) – imaginar que segura um ovo pode ajudá-lo a conseguir estabelecer a tensão certa.
Velocidade e braço é uma relação diretamente proporcional. Para correr mais rápido num curto espaço, é preciso ter a técnica bem apurada para aproveitar todo o potencial que a musculatura oferece. 
Quando for correr observe a colocação dos braços e tire partido destes membros para aprimorar o seu treino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.