Home>BIRD Magazine>PENSAMENTOS AUTOMÁTICOS NEGATIVOS
BIRD Magazine

PENSAMENTOS AUTOMÁTICOS NEGATIVOS

MARIA ANTONIETA RODRIGUES
“O síndrome do stress define – se como a combinação de três elementos : o ambiente, os pensamentos automáticos negativos e as respostas físicas “. Da interacção destes três elementos, resultam sentimentos de ansiedade, de cólera ou de depressão .
Frequentemente quem padece de dor emocional tende a procurar uma causa e de uma maneira geral a atribuição vai para o ambiente. 
Parecendo haver uma relação determinante entre acontecimentos positivos ou negativos e o clima emocional, na realidade os acontecimentos são somente o 1o passo para o síndrome do stress. São necessários também os pensamentos que classificam e interpretam aqueles acontecimentos e uma resposta física que se interpreta como uma emoção particular.
Os acontecimentos não têm um conteúdo emocional em si mesmos mas as pessoas têm uma enorme necessidade de ordenar o mundo, de inserir novos dados nas categorias apropriadas, de etiquetar.
A emoção de cada um é uma consequência dos seus pensamentos sendo que o mesmo acontecimento é interpretado, julgado e etiquetado de tal forma que é inevitável uma resposta emocional particular.
As etiquetas e juízos formam – se a partir de um diálogo interno de cada pessoa consigo própria. 
Aaron Beck (1976) denominou estes diálogos de Pensamentos Automáticos por exprimirem os pensamentos como se fossem um reflexo, sem reflexão ou racionalização prévia. E instalam – se como plausíveis e válidos. 

Os Pensamentos Automáticos negativos têm normalmente as seguintes características :
– Mensagens específicas, discretas ( alguém com com muito medo de morrer parece ouvir constantemente a palavra caixão, ou uma rapariga que se sente insegura em relação ao namorado, e diz para si mesma: ele vai – me deixar porque me acha tonta)
– Mensagens telegráficas : frases curtas e poderosas ( doença, cancro, não posso resistir…)
– Não importa a sua irracionalidade: são quase sempre credíveis, quase não se notam, por isso não se questionam ( se vimos alguém entrar num bom carro partimos do principio que tem uma boa vida…)
– Os pensamentos automáticos negativos vivem – se como espontâneos ( muitas vezes enganosos)
– frequentemente expressam – se com termos como ” deveria…..” , “teria de…..”, ” haveria de…..” ( deveria ser mais responsável. Deveria ser melhor pai…..)
– Tendem a dramatizar: predizem catastrofes, vêem perigos em todas as coisas e pensam sempre nas piores hipóteses. ( são a maior fonte de ansiedade) (uma dor só pode ser um cancro. ….etc)
– São idiossincraticos: uma única forma de interpretar o estímulo, que não tem a ver com a realidade, mas com a nossa interpretação ou vivência 
– São difíceis de desviar: como são reflexivos e credíveis, penetram inadvertidamente através do fluido do diálogo interno. Parecem ir e vir com vontade própria 
– São aprendidos: somos influenciados/condicionados pela família, amigos, meios de informação etc, para interpretar os acontecimentos de certa forma.
Visão Túnel 
Centrar a atenção sobre um grupo particular de Pensamentos Automáticos negativos , leva à cólera crónica, à ansiedade ou à depressão. 
A pessoa que está ansiosa está preocupada pela antecipação dos perigos. Criam fantasmas e dores futuras.
Cada preocupação cria uma espécie de visão túnel que faz com que uma pessoa só tenha uma classe de Pensamentos e só se dê conta de um aspecto do seu ambiente.
Os pensamentos são os responsáveis pelos sentimentos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.