Home>BIRD Magazine>DIFERENÇA ENTRE POLITICA e POLITIQUITICE
BIRD Magazine

DIFERENÇA ENTRE POLITICA e POLITIQUITICE

JOÃO RAMOS
Os últimos dias tem sido particularmente activos do ponto de vista politico, com o lançamento da autobiografia de Cavaco Silva e com o permanente escrutínio ao ministro das finanças em relação a declaração de rendimentos de António Domingues. Quanto à obra do anterior presidente da república é um ajuste de contas “baixo” para com o engenheiro e ex primeiro-ministro José Sócrates. Ao estilo das revistas cor-de-rosa, ficamos a conhecer o teor das conversas realizadas em Belém e da forma como Cavaco Silva tremeu quando foi levantada a hipótese de liderar um eventual governo de iniciativa presidencial. No fundo o livro acaba por retractar mais do mesmo, ou seja, um homem omnisciente, capaz de prever os maiores desastres e de não evitar nenhum deles. Em relação à questão da declaração de rendimentos António Domingues, não passa de um assunto trivial, sem consequências viseis para o dia-a-dia dos cidadãos nacionais, até porque a pessoa em causa já não irá liderar os destinos da CGD. Enquanto a imprensa portuguesa e sobretudo os partidos políticos se desgastam com assuntos triviais, são ignorados importantes notícias vindas do exterior, como as garantias do BCE da continuação do programa de compra de divida pública, o que confere um enorme “balão de oxigénio” à economia nacional. São igualmente dados dignos de nota, o cumprimento e os elogios de Bruxelas quanto ao crescimento do PIB e cumprimento das metas orçamentais, assim como a redução da divida externa e o equilíbrio da balança corrente de serviços e capitais.
Neste sentido, um sistema politico responsável deveria estar a debater os principais desafios que o país enfrenta no contexto externo, as necessidades de investimento e a reestruturação das dívidas das empresas públicas, com especial destaque para o sector dos transportes colectivos. Pelo contrário, entre tricas e mexericos, os nossos políticos entretém se com assuntos menores, que servem na íntegra para aquelas penosas encenações na assembleia da república e nas comissões de inquérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.