Home>BIRD Magazine>SAÚDE ORAL NO BEBÉ
BIRD Magazine

SAÚDE ORAL NO BEBÉ

INÊS MAGALHÃES
Os cuidados com a saúde oral do bebé devem começar antes da mãe engravidar, isto é, a futura mãe deve ter uma boca saudável para, assim, a gravidez decorrer sem nenhum percalço, quer a nível dentário quer gengival. Deste modo proporciona ao seu filho todos as condições para que este, também, possa vir a ter uma boca saudável.
É importante que desde a primeira amamentação se tenham cuidados com a higiene oral do bebé. No final deste se alimentar, mesmo sendo apenas com o leite materno, deve-se higienizar a sua boca. Para tal, podem-se utilizar gazes ou dedeiras embebidas em soro fisiológico e passá-las por todas as mucosas do bebé (gengivas, língua, bochechas), afim de não restar nenhum resíduo de leite na sua boca. A higiene oral deve ser sempre realizada desta forma até que comecem a erupcionar os primeiros dentes, onde é importante a introdução, nesta fase, de uma pequena escova (ou dedeira com cerdas) para se remover eficazmente qualquer resíduo de comida, quer dos dentes, quer das mucosas. Para já não é essencial a utilização de uma pasta dentífrica com flúor, pois o bebé poderá engoli-la, sendo esta introduzida mais tarde, por volta dos 18/24 meses, quando a dentição já se encontra quase completa e onde o bebé já consegue “cuspir” a pasta.
É de ressaltar que devem ser evitados quaisquer contactos da boca do adulto com a boca do bebé. Beijos na boca do bebé, ou o simples facto do adulto introduzir algo na sua boca (por exemplo a colher da papa) e depois introduzi-la na boca do bebé, facilita a entrada de microorganismos/bactérias, responsáveis por doenças orais (ex. cárie dentária), na boca do bebé que é estéril a estas, podendo aumentar-lhe o risco de este vir a sofrer mais cedo destas patologias.
Durante o período de erupção dentária é normal o bebé manifestar certos sintomas. Os mais comuns são: gengivas avermelhadas, aumento da salivação, perda de apetite e alteração dos hábitos nutricionais, ansiedade e dificuldade em dormir. Se a criança apresentar febre, vómitos ou diarreia, deverá ser consultada pelo seu médico assistente pois poderá existir outra causa subjacente. O desconforto da criança pode ser aliviado limpando a boca com uma gaze molhada ou recorrendo a mordedores e geles disponíveis no mercado.
Não se esqueça, qualquer dúvida consulte sempre o seu Médico Dentista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.