Home>BIRD Magazine>Certamente, cara Luísa Vaz, vai admirar-se por eu …
BIRD Magazine

Certamente, cara Luísa Vaz, vai admirar-se por eu …

Certamente, cara Luísa Vaz, vai admirar-se por eu lhe dizer que gostei do seu texto, mas…

E, como na nossa profíqua troca de opiniões, hà sempre um "mas", sobre esta sua pequena frase "uma coisa é dar esperança às pessoas e permitir-lhes seguir os seus sonhos e outra é iludi-las mascarando a realidade" permita-me dar-lhe outra visão da realidade que por acaso não é só minha:
As carpideiras estão inconsoláveis. Perante as surpreendentes subida do PIB e descida do défice arrepelam-se, rasgam as vestes, batem com os punhos no peito e clamam: só há crescimento porque o Governo mudou de estratégia; o défice só se reduz porque o Governo cortou fortemente na despesa; as projeções para 2017 são realistas e podem vir a concretizar-se — mas a partir de 2018 tudo voltará a ser pior. Enfim, as carpideiras sentem-se enganadas. Se o Governo tivesse feito tudo o que elas achavam que iria fazer — aumentar impostos e apostar no consumo privado — o país estaria à beira de pedir um novo resgate e o cheiro a enxofre já se sentiria por toda a parte.

(…) Vítor Gaspar, diretor do Departamento de Assuntos Orçamentais do FMI, veio elucidar o mundo sobre os cinco princípios básicos da política orçamental: ser contracíclica, amiga do crescimento, inclusiva, suportada pela real capacidade fiscal, e conduzida com prudência. E as gentes espantam-se: que descoberta! E as gentes interrogam-se: de onde lhe terá vindo tanta sabedoria? É que enquanto ministro das Finanças de Portugal, Gaspar fez tudo ao contrário: a política orçamental foi pró-cíclica, agravando profundamente a recessão; não foi amiga do crescimento (a recessão durou de 2011 a 2015); aumentou as desigualdades sociais; as receitas fiscais colapsaram, levando o antigo ministro a optar por um “enorme aumento de impostos”; e não foi prudente: a dor social infligida foi muito superior ao necessário. Gaspar anunciou os cinco princípios sem se rir. E nós ouvimos sem chorar. (Nicolau Santos in Expresso-22-04-2017).

Sim ! Continuemos a acreditar nos nossos sonhos ! O Futuro espera-nos !

Os mus cumprimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.