Home>BIRD Magazine>"O que espanta, mais uma vez e a quem ainda e…
BIRD Magazine

"O que espanta, mais uma vez e a quem ainda e…

"O que espanta, mais uma vez e a quem ainda espanta, é a posição do Bloco de Esquerda que sendo um aglomerado que sempre desprezou a Religião e se considera ateu – neste momento já não sabemos muito bem se podemos acreditar no que este aglomerado diz que se considera – não reage a esta polemica – é mais uma a que não reage em nome da sua manutenção no Poder. O Bloco certamente nada teria contra a tolerância de ponto mas de certo muito teria contra as razões que o justificariam".

Cara Luísa ! Presumo que o que a Luísa gostaria, era que "o aglomerado" funcionasse como "tropa de choque da Direita" revanchista, ululante, contra o governo de cujo apoio quadri-partidário faz parte ! O "aglomerado" opõe-se ao governo, como tem demonstrado bastamente, quando este não cumpra ou se afaste do acordo de princípios concertado com a Esquerda que o apoia ! E assuntos de "lana-caprina" como é o caso da "tolerância de ponto", são "temas" que estão muito bem entregues a "políticos e comentadores" desocupados, que não têm mais nada com que se "preocupar"…( Como "este" que, certamente por mero acaso, lhe serviu para este extenso artigo !)

"Estamos portanto num dos momentos mais hipócritas da nossa vida política, social e económica "(…)

Aqui, bem gostaria de NÃO estar de acordo consigo, mas a realidade que relata, a mentira mais repelente de homens de mão sem dignidade nem coluna vertebral, como os carlos abreu amorins, a ignomínia visceral de peixotos da "peste grisalha", mentiras louras albuquerques, marcos antónios costa e, é claro o seu adorado e cada vez mais ridículo e fútil "grande líder" em queda rápida para o abismo que ele próprio construíu, levam-me a dar-lhe razão !

"No entanto não há crispação. Não há críticas abertas. Não há discursos inflamados. Não há exigências. Estranho país este onde quando tudo está mal, todos nos fazem crer que tudo está bem, uma maravilha aliás".

Não, só há crispação quando ela é necessária, e pelos motivos acima expostos, e não quando uma Direita em desespero quer "que haja sangue"… Porque, para "sangue" já basta a "hemorragia" permanente em que ela está !

E quanto "ao País em que tudo está mal", essa visão terrífica do "Diabo" que tarda em aparecer, é dia a dia desmentida não só pelas estatísticas internas, mas também pelos "fora" europeus !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.