Home>BIRD Magazine>ENTRE PARADOXOS E DESAFIOS
BIRD Magazine

ENTRE PARADOXOS E DESAFIOS

AIDA CARVALHO
Esta semana foram muitos os tablóides que noticiaram a posição cimeira de adolescentes obesos, em Portugal, segundo a Organização Mundial de Saúde.  Por isso, no Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade, um imperativo se impõe: “ somos o que comemos”. Mas, o que comem os portugueses? Distinguem as declarações nutricionais e/ou a composição dos alimentos? fazem escolhas conscientes?
Os estudos indicam que um em cada dez rapazes de onze anos é obeso; estes números são alarmantes para um país que tem como bandeira nacional a Dieta Mediterrânea, inscrita na lista do Património Imaterial da Humanidade, desde o ano 2013. Se a Dieta é bandeira, há comportamentos gritantes: sedentarismo e má alimentação. Assistimos ao aumento de consumo de alimentos que têm na sua composição produtos artificiais, como corantes, excesso de sal, gorduras saturas e açúcares, os designados produtos processados. Precisamos, por isso, de mais e melhor informação. Mas nem tudo é mau.
Gradualmente,  testemunhamos a valorização das novas práticas agrícolas, sem aditivos e fertilizantes químicos – a designada agricultura biológica, e, consequentemente, ao surgimento de lojas de produtos “ bio”. Há uma maior consciencialização e um (res)surgimento de novos modos de produção, produzindo alimentos e fibras têxteis de elevada qualidade, promovendo práticas sustentáveis e de impacto positivo no ambiente, adequando os métodos preventivos e culturais, tais como as rotações, a compostagem, as consociações e a instalação de sebes vivas, entre outros, fomentando a melhoria da fertilidade do solo e a biodiversidade e, concomitantemente, aumento da qualidade de vida das populações.
Com esta mudança de paradigma, operam-se novos valores e outras abordagens também em relação ao uso de cosmética  – a cosmética biológica. A relação é simples. Os macronutrientes, ou seja, as proteínas, as gorduras e os hidratos de carbono, são a forma como o nosso corpo se alimenta e, claro, também a nossa pele. Muito do que acontece no nosso corpo reflete-se na pele, pois, “ somos o que comemos”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.