Home>BIRD Magazine>A INDISCIPLINA E A FAMÍLIA
BIRD Magazine

A INDISCIPLINA E A FAMÍLIA

MÁRCIA PINTO
A indisciplina escolar infantil é um dos grandes desafios no universo escolar, tanto para alunos quanto para professores e família. Além de dificultar o processo de aprendizagem, esse tipo de comportamento afeta a construção das relações e deste modo tornar-se um pesadelo.
Assim, as causas para a indisciplina são inúmeras. Porém, antes de qualquer julgamento, é preciso avaliar todo o contexto em que a criança vive. Qual a realidade que a escola apresenta para esse estudante? Como é o ambiente familiar? De que forma ele lida com suas emoções? Qual o seu contexto social? Todos esses aspetos influenciam direta e indiretamente o comportamento dos alunos.
Em alguns casos agir com autoritarismo pode criar um ambiente desconfortável e desfavorável para a criança e levá-la a quebrar ainda mais regras. Estabelecer uma relação de respeito, que promova um processo de aprendizagem coeso e produtivo, no qual a criança e o adulto criem um vínculo de confiança e admiração mútuos, ajuda a minimizar os conflitos e a manter a harmonia entre os intervenientes.
Desta forma, a família deve estar atenta ao comportamento dos seus filhos. É importante conversar sobre o dia a dia escolar deles e identificar qualquer questão que os possa estar a preocupar. O lar deve ser um espaço acolhedor, em que a criança se sinta à vontade para manifestar os seus sentimentos e opiniões.
Neste sentido, é importante lembrar que a família é o exemplo principal para as crianças. Elas aprendem em primeiro lugar pelo exemplo. Portanto, desenvolvermos uma comunicação e relação pautadas pelo amor e pelo carinho favorece um comportamento semelhante nas crianças.
A família é a base da nossa vida, com ela aprendemos o que é ser ético, a respeitar a diferença de cada ser, os limites que nós temos e assim sermos capazes de viver em sociedade. Ela enche-nos de carinho e amor é o nosso porto seguro e de conforto que nos dá confiança para enfrentar qualquer problema que possa surgir.
Contudo, atualmente as famílias, estão mais ausentes por não haver tempo, o mundo de hoje exige muito de cada indivíduo, assim os pais deixam muitas vezes as suas casas para procurarem um mercado de trabalho para que deste modo possam dar mais conforto e sustentabilidade aos seus filhos. Isso contribui para que as crianças fiquem cada vez mais na companhia de outras pessoas como, amas, vizinhos, avós e em instituições responsáveis por essas atividades (creches e escolas).
Uma família onde o pai, a mãe e os filhos convivem diariamente é uma realidade cada vez mais rara, o que gera grandes conflitos na personalidade das nossas crianças. Os pais de hoje têm deixado a responsabilidade da educação das suas crianças para os professores e em muitos casos nem sequer participam na vida escolar dos filhos.
O mundo conturbado de hoje traz grandes desafios para educar os nossos filhos, mas isso não pode ser justificação para que nos desresponsabilizemos do nosso papel de pais e educadores. A parceria escola/família é fundamental para que as crianças cresçam e se desenvolvam de forma equilibrada de feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.