Home>BIRD Magazine>TEMPO… A FALSA QUESTÃO DA ERA MODERNA
BIRD Magazine

TEMPO… A FALSA QUESTÃO DA ERA MODERNA

LÚCIA LOURENÇO GONÇALVES

Pois é, todos nós nalgum momento do nosso dia-a-dia nos escudamos por detrás da falta de tempo!

Mas será a questão assim tão verdadeira?! Vejamos, muitas vezes, temos tempo para atualizar o status nas redes sociais e não para um simples telefonema para os amigos!

Pois é, nos últimos anos as redes sociais foram sugando o nosso tempo. Claro que, na medida que nos mantêm ligados com o mundo e se transformaram em indiscutíveis ferramentas de trabalho, também se tornaram importantes e imprescindíveis, mas não estaremos demasiado dependentes delas? Sim, é certo que também aproximou as pessoas, mas apenas as que vivem distantes!

Afinal, o tempo que perdemos a digitar não será o mesmo que gastaríamos a marcar o número de telefone e ouvir de viva voz o que há para ouvir? Falar! É para isso que temos voz, para comunicar. E o som das palavras diz muito mais que meras frases a aparecer nos monitores.

Então, porque continuamos agarrados, como que viciados, às redes sociais? Comodismo! Comodismo é a palavra para a nossa falta de motivação para sairmos dos hábitos pouco saudáveis que fomos criando ao longo dos anos. Que se traduz em contacto com o mundo, mas fechados entre quatro paredes.

Atualmente, uma boa parte das vezes e através dos vários meios disponíveis, envia-se uma mensagem escrita e pronto, assunto arrumado. Não, não está! Amizades verdadeiras requerem muito mais que isso, requerem algum tempo sim, mas esse é completamente compensado pelo prazer das conversas animadas, das gargalhadas sonoras e genuínas, da presença física, das histórias que se vivem, às vezes simples momentos, mas cuja recordação pode soar a melodia nos dias cinzentos!

A vida real, para ser vivida em pleno, precisa de palavras reais, conversas à séria, do movimento das crianças na rua. Precisa do tempo que alegamos não ter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.