Home>BIRD Magazine>UM POUCO DE ROTARY
BIRD Magazine

UM POUCO DE ROTARY

ANTÓNIO PATRÍCIO
Nos inícios de séc. XX, corria o ano de 1905, Paul Percy Harris (advogado) reuniu com três amigos e homens de negócios, Gustav Loehr (engenheiro de minas), Hiran Shorey (alfaiate) e Silvester Schiele (comerciante de carvão) na cidade de Chicago com o propósito de apoiar as atividades de indivíduos e grupos prestadores de serviços no sentido de melhorar a qualidade de vida, manter a dignidade humana e promover a compreensão e paz mundial. Esta reunião realizada a 23 de Fevereiro seria a primeira, de uma ideia que já vinha fermentando desde 1900, nascendo o que hoje é a maior Associação do planeta contando com 1,2 milhões de associados distribuídos por 34.700 Rotary Clubs e espalhados por 210 países ou regiões do planeta.
O Rotary Club de Amarante haveria de nascer no dia 1 de Junho de 1954, pela mão de vinte e três Amarantinos cujos nomes se encontram perpetuados nas colunas mestras do Monumento ao Rotary inaugurado no passado dia 1 de Junho na rotunda do Rotary Club de Amarante, tendo como padrinho o Rotary Club do Porto. Desde então, a esta parte, já contribuiu para a fundação de outros Clubs sendo padrinho dos Rotary Club de Luanda, de Estarreja, de Ovar, de Vila Real, de Beja, de Penafiel e de Resende.
No que concerne à sua acção socio-cultural, educacional e humanitária, na comunidade em que está inserido muito tem contribuído, não só com bolsas-de-estudo direccio-nadas para alunos do ensino superior, muitos deles exercendo actividade profissional cá na terra (pena é que alguns tenham a memória curta e, em vez de se sentirem orgulhosos de terem sido bolseiros deixem transparecer como que um sentimento de vergonha renegando o que no fundo deveria ser um motivo de orgulho); com o movimento “Transformers”; com a Santa Casa da Misericórdia de Amarante e outras Associações como a Terra dos Homens e a APDM, tentando fazer uma sociedade melhor e ajudando a Viver. 
De momento somos vinte sócios contribuindo com o nosso saber e a nossa boa vontade para que o objectivo do Rotary que é, estimular e fomentar o IDEAL DE SERVIR, como base de todo o empreendimento digno, promovendo e apoiando: Primeiro: O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir; Segundo; O reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional; Terceiro: A melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na sua vida pública e privada; e Quarto: A aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações, seja continuado e se possa manter como força viva e em movimento. 
“O Rotary faz a Diferença” é o lema deste Ano Rotário e neste sentido e sem descorarmos a Prova Quádrupla – do que nós pensamos, dizemos ou fazemos: 1- É a verdade?, 2- É justo para todos os interessados?, 3- Criará boas vontades e melhores amizades?, 4- Será benéfico para todos os interessados? – temos como objetivos, :- Pro-mover o companheirismo;- Manter “Tema da Semana” – Reuniões/Jantar com convi-dado palestrante (temas de interesse geral);- Ampliar o Quadro Social;- Dar conti-nuidade ao Boletim do Club;- Festejar o “Dia da poesia/Dia da Árvore”;- Sensibilizar e cativar os “mídia” para as actividades do Club;- Celebrar o Natal (oferta de brinque-dos);- PPR (passeio pedonal rotário que girará à volta da Rota do Românico);- Come-morar o 64º Aniversário do Club. 
Para além disto temos, ainda, dois Projectos, um direcionado para a Saúde Oral, numa parceria com a Associação “Mundo a Sorrir” e que irá ser levado a cabo em Cabo Verde com a duração de três anos e outro direcionado para a Floresta numa parceria com outros Clubs, nomeadamente, Vila Real, Lamego, Régua, Bragança, Mirandela, Chaves e Valpaços, assim como as respectivas Câmaras Municipais, que visa a reflorestação da Serra do Marão com a plantação de 10.000 árvores. O ICNF irá ser um parceiro activo no sentido de se delinear e levar a cabo esta acção. 
Escusado será dizer que uma parte significativa das cotas mensais é direccionada para a acção internacional do Rotary, através da Rotary Foundation, que desenvolve esforços e acções num esforço hercúleo de alcançar a compreensão mundial e a paz através de programas internacionais de intercâmbio humanitário, educacional e cultural.
O Conselho Director do Rotary Club de Amarante mantém-se atento e disponível para analisar e tentar colmatar situações que, a todo o momento, possam surgir.
Em Rotary, entre outros procedimentos, iremos usar toda a nossa experiência profissional, talentos e princípios básicos de comportamento para melhor servir o Rotary, os Companheiros e a comunidade seja ela local ou além-fronteiras; seremos justos e trataremos com respeito intrínseco os nossos iguais; honraremos a confiança que os nossos Companheiros depositam em nós, pondo sempre os interesses do Rotary à frente de qualquer desconforto pessoal, por forma a que nada façamos que neles se possa reflectir negativamente e, não menos importante, “dar de si antes de pensar em si”.
Ser Rotário é ser Companheiro, é ser Amigo, é comungar o Ideal de Servir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.