Home>BIRD Magazine>PERDA DOS DENTES NATURAIS PARTE III – PRÓTESES DENTÁRIAS REMOVÍVEIS – HIGIENIZAÇÃO
BIRD Magazine

PERDA DOS DENTES NATURAIS PARTE III – PRÓTESES DENTÁRIAS REMOVÍVEIS – HIGIENIZAÇÃO

INÊS MAGALHÃES
Os cuidados de higiene a ter com as próteses depende do tipo de prótese. No entanto, a longevidade da mesma depende dos cuidados que são praticados no dia-a-dia. É importante referir que a higienização das próteses dentárias deve ser realizada no fim das refeições e antes de dormir, ou seja, os cuidados a ter com a prótese são semelhantes com aqueles que devem existir com os dentes naturais. É sua saúde que está em causa!
A limpeza das próteses removíveis é muito simples. Esta é talvez a maior das suas vantagens, uma vez que a sua remoção da cavidade oral permite que sejam limpas de forma muito eficaz.
É importante ter muito cuidado durante a higienização, pois é na hora de as limpar que muitas próteses se fraturam, levando à necessidade da sua reparação ou substituição. Assim, é necessário ter cuidado quando estas são retiradas da boca, onde são colocadas e como são manuseadas.
As próteses removíveis são fácil e eficazmente higienizadas usando:
  1. Escova dentária macia (não use a mesma escova para higienizar a sua prótese e os seus dentes naturais!) ou escova própria para próteses;
  2. Um produto próprio para limpeza/higienização de próteses (nunca usar a pasta dentífrica!), pois este fará uma correta desinfeção/limpeza da prótese, sem danificar as suas estruturas (cor e aparência);
  3. Remover a prótese da boca e higienizá-la na mão (nunca dentro da boca com os restantes dentes naturais!), tendo sempre cuidado ao manuseá-la;
  4. Escovar a prótese em todas as superfícies, removendo os restos de comida e de placa bacteriana;
  5. No final, passar a prótese por água limpa, eliminando qualquer resíduo do produto de limpeza;
  6. Esta higienização pode ser complementada com pastilhas efervescentes. Estas são dissolvidas em água, onde posteriormente se introduz a prótese e deixa-se atuar durante algum tempo. No final passar novamente por água limpa e colocar na boca.
Durante a noite a prótese deve ser removida da boca, para os tecido orais e dentários poderem relaxar da pressão exercida pela mesma, e colocada sempre num copo com água, para a prótese não desidratar, podendo perder a sua forma e deixar de se adaptar à boca.
É imprescindível esta limpeza adequada da prótese, para evitar a sua degradação rápida, bem como a acumulação de placa bacteriana e restos de comida.
Por fim, quando notar que já não consegue realizar uma higiene adequada da prótese, por esta já se encontrar com demasiada placa bacteriana endurecida, deve recorrer a um profissional de saúde oral. Caso contrário poderá acumular na sua boca bactérias nocivas à sua saúde com consequências imprevisíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.