Home>BIRD Magazine>COMO PLANEAR AS FÉRIAS DO SEU PATUDO
BIRD Magazine

COMO PLANEAR AS FÉRIAS DO SEU PATUDO

SUSANA FERREIRA
Em tempo de férias é importante relembrar que as férias dos patudos também devem ser programadas com antecedência caso não haja hipótese de acompanharem os donos. Existem já diversos hotéis caninos e felinos, para vários preços e com serviços variados, que na altura do verão se encontram lotados. Existem também serviços de Pet-sitting e cuidados ao domicílio, mas com menos oferta. E para alguns sortudos um familiar, amigo ou vizinho prestável que vai cuidar do patudo a casa. Existem já várias possibilidades portanto já não tem desculpa para abandonar o seu animal, até porque quando o adquiriu assumiu um compromisso, que infelizmente para muitas pessoas se quebra rapidamente, refletindo-se no elevado abandono nesta época do ano.
Para deixar o seu animal num hotel é necessário ter o plano vacinal completo bem como a vacina da tosse do canil, desparasitação interna e externa em dia. Deve levar a ração que o animal está habituado e os brinquedos dele, bem como a manta ou caminha para que sinta menos ansiedade por separação. No caso dos gatos o ideal é ficarem na sua casa e ser feito serviço de pet-sitting (quer por familiares, amigos, vizinhos ou mesmo profissionais).
No caso de levar o seu animal de estimação consigo para as férias, existem questões legais no transporte de animais em automóveis, que devem ter em conta. Transporte de animais nos assentos do automóvel apenas permitido com trela/peitoral de segurança ou em transportadoras próprias, nunca soltos dentro do veículo. Transporte de animais na mala do veículo apenas permitida em veículos que possuam a rede de proteção na mala. Se o animal nausear ou detestar andar de carro existem medidas preventivas que o seu Médico Veterinário lhe poderá prescrever, informe-se antes de viajar. É muito importante levar ração suficiente para as férias, pois pode não encontrar a ração habitual no sitio de destino e provocar alterações gastrointestinais graves no animal. Realizar a desparasitação interna e externa de acordo com a região de destino, pois os parasitas endémicos variam de região para região, de acordo com o clima. Caso o seu animal tenha alguma patologia crónica não esquecer de levar medicação suficiente e ter sempre à mão o contacto do seu Médico Veterinário habitual que poderá aconselha-lo ou mesmo indicar um colega da região caso seja necessário.
Muita atenção às horas de maior calor, o pavimento apresenta temperaturas elevadissimas, pelo que se andar sobre estas superfícies com o seu animal ele irá queimar as almofadinhas plantares. Passear apenas de manhã, final do dia ou noite. Muito importante disponibilizar água fresca ao seu animal durante todo o dia.
Aqui ficam algumas dicas para quem ainda vai de férias e mais uma vez faço um apelo não se esqueçam que eles fazem parte da família e eles nunca nos abandonariam. Abandono é crime e pode ser punido, antes de o fazer veja outras alternativas. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.