Home>BIRD Magazine>CASTRAR OS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO – SIM OU NÃO?
BIRD Magazine

CASTRAR OS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO – SIM OU NÃO?

SUSANA FERREIRA
Apesar de ser uma prática corrente em Clínicas Veterinárias, as castrações/esterilizações dos animais de estimação ainda é motivo de discussão e controvérsia. Existe ainda a ideia de que é um ato desumano e de maldade, uma violação dos direitos dos animais. A ovariohisterectomia (fêmeas) e a orquiectomia (machos) têm imensas vantagens e poucas desvantagens. Nas fêmeas a esterilização diminui a prevalência de tumores de mama, previne infeções uterinas, quistos ováricos e tumores uterinos e ováricos, bem como diminui o stress durante o cio. Permite controlar os cruzamentos ao acaso, diminui a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis. E a principal vantagem, a diminuição de animais errantes e de ninhadas abandonadas na rua. Terminar com o amontoamento de animais em torno de fêmeas em cio, que levam muitas vezes a rixas entre os machos e a violação constante das fêmeas. Não serão estas consequências do cio, uma violação dos direitos dos animais? Uma maldade para as fêmeas?
Nos machos a esterilização permite diminuir a predisposição para tumores prostáticos, hiperplasisa prostática benigna e evita o aparecimento de tumores testiculares. Diminui ainda a marcação de território e as fugas de casa atrás das fêmeas em cio.
Relativamente a desvantagens apenas o risco anestésico e o aumento de peso dos animais que é facilmente controlado com uma alimentação apropriada.
Tendo em conta tudo o que foi exposto anteriormente as esterilizações serão uma via importantíssima para controlar os animais errantes. De que está à espera para esterilizar o seu animal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.