Home>BIRD Magazine>PERDA DOS DENTES NATURAIS PARTE V – PRÓTESES DENTÁRIAS FIXAS
BIRD Magazine

PERDA DOS DENTES NATURAIS PARTE V – PRÓTESES DENTÁRIAS FIXAS

INÊS MAGALHÃES
A prótese fixa é a restauração parcial ou total da coroa de um dente. Ela pode ainda substituir um ou mais dentes perdidos.
As próteses fixas podem ser facetas, coroas, ou pontes e têm como objetivo mimetizar ao máximo a dentição natural do indivíduo. Esta torna-se a opção ideal nos casos em que faltam poucos dentes, não só pelo conforto como pela estética.
Quando falamos em facetas dentárias, referimo-nos a uma pequena película a ser colocada na superfície do dente, que vai reparar danos pequenos. Esta assemelha-se a uma lente de contacto, necessitando para isso de um preparo dentário pouco invasivo, contudo não pode ser usada em casos em que a reabilitação oral seja extensa ou mesmo quando a superfície da coroa está tão destruída que já não permite a sua colocação. Estas são muito usadas, por exemplo, em casos de alterações de cor nos dentes ou para fechar diastemas (espaços entre os dentes).
Por sua vez, as coroas dentárias são mais utilizadas do que as facetas. Isto porque, elas permitem reabilitar praticamente qualquer coroa dentária, independentemente de esta se encontrar muito ou pouco destruída, ou mesmo no caso da sua inexistência. Contudo, tem de existir sempre uma raiz dentária saudável. O preparo dentário pode ser mais ou menos extenso, dependendo da perda existente e pode ser necessário a desvitalização da raiz. Neste último caso, a coroa será colocada no dente com o auxílio de um espigão, que, por sua vez, é inserido nessa raiz desvitalizada.
Em situações em que as perdas dentárias levaram à extração completa do dente é ainda possível reabilitar essas ausências através de pontes dentárias. Estas são iguais às coroas acima mencionadas, porém, como o próprio nome o diz, elas não assentam em nenhuma superfície dentária, ficando suspensas como “pontes” entre dois dentes já reabilitados, substituindo, deste modo, os dentes ausentes.
Os materiais com que são confecionadas, estas próteses, são variados e dependem da superfície que vão reabilitar.
Este tipo de prótese só é possível realizar-se no caso de a pessoa ainda possuir, pelo menos, a raiz dentária intacta. Isto, porque, ela irá ser colocada sob a superfície desse dente, previamente preparado. Uma vez colocada, a prótese não pode ser retirada pelo paciente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.