Home>BIRD Magazine>PAI/MÃE LÊ-ME UMA HISTÓRIA
BIRD Magazine

PAI/MÃE LÊ-ME UMA HISTÓRIA

ELISABETE RIBEIRO
– Vamos fazer um circuito de leitura! – Sugere a professora, numa tentativa de cativar os alunos, de 9 anos, para o simples ato de ler. – Cada um de vós traz um livro de histórias que já tenha lido. Vai emprestar ao colega e, assim que terminem a leitura, roda novamente. Desta forma podem trocar ideias, conhecimentos e acontecimentos que mais vos marcaram na história.
– Eu não tenho nenhum livro de histórias… – disse um aluno
– Eu também não…
– Eu tenho um de banda desenhada… 
– Eu só tenho um de “Uma aventura” – arriscou uma aluna.
Perante tal cenário, a professora pediu para trazerem o que tivessem… 
Como é possível crianças de 9 anos não terem livrinhos de histórias, mesmo aqueles mais simples e ilustrados?
Quando a professora questionou quem tinha tablet ou Ipad, qual não é seu espanto quando todos os alunos colocaram o dedo no ar!
Com o valor de um tablet daria para comprar uma coleção de livros infanto-juvenis, mas esta ideia não está vincada nos pais atuais. É mais fácil comprar um tablet, as crianças jogam, não chateiam ninguém e estão ali horas alheias à realidade. 
As crianças são o reflexo dos pais. É a conduta dos pais que as crianças transportam consigo. Se as crianças lêem pouco é porque os pais não lêem nada. 
Na escola lêem porque têm de ler e têm dificuldade em entender a razão e importância da leitura nas suas vidas… afinal, em casa ninguém lê!
Ler é um hábito que se adquire e está intimamente atrelado ao incentivo familiar.
Emerge, assim, um enorme desafio entre a escola e a família para, unidos, convencer da importância da leitura, considerando que a falta desse hábito, os alunos apresentarão, cada vez mais, problemas de organização do pensamento, elaboração das suas próprias ideias e, consequentemente, sem argumentos que possam defender e sustentar o que querem e o que pensam. Falta-lhes o sentido crítico e a falta de tomada de decisão ou condições de fazer escolhas pessoais conscientes para expectar um futuro melhor. 
A escola fomenta, apela e motiva para a leitura, mas em casa tem de existir um móbil de continuidade. Os pais terem consciência que o sucesso na leitura dos filhos passa também pelas suas mãos. Devem estar recetivos a um pedido tão simples como:
– Pai/Mãe, lê-me uma história!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.