Home>BIRD Magazine>TABACO E SAÚDE ORAL
BIRD Magazine

TABACO E SAÚDE ORAL

INÊS MAGALHÃES
O tabaco é formado por mais de 4000 substâncias, com diversos efeitos sobre o organismo humano, nomeadamente na saúde oral.
As consequências orais do consumo tabágico são várias, indo de uma simples halitose (vulgo mau hálito) e pigmentação (alteração da cor dentária e gengival), até doenças mais graves como o cancro oral. O seu efeito cancerígeno torna o tabaco o principal fator de risco para o desenvolvimento deste cancro.
Deste modo, é possível o desenvolvimento agravado, em fumadores, de:

· Cancro oral

· Queratose tabágica

· Estomatite nicotínica

· Periodontite (recessão gengival e mobilidade dentária)

· Perda dentária

· Insucesso com implantes dentários

· Cáries dentárias (com maior prevalência de cáries cervicais)

· Melanose do fumador na gengiva e mucosa jugal (bochecha)

· Pigmentação dentária

· Língua pilosa

· Aftose (aftas recorrentes)

· Halitose

A exposição repetida aos constituintes do tabaco aumenta o risco de aparecimento dos fatores acima mencionados, bem como o risco de morte e doença.
Assim, torna-se imprescindível a redução de fumadores através da cessação tabágica. É importante uma estreita colaboração entre os diversos profissionais de saúde (incluindo também o médico dentista) e o fumador, para que deste modo haja sucesso nesta terapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.