Home>BIRD Magazine>MÚSICAS DE NATAL
BIRD Magazine

MÚSICAS DE NATAL

Por esta altura, certamente, cada um de nós já se “esbarrou” com o Espírito Natalício que vem como uma lufada densa de ar quente, neste mês de temperaturas baixas. Este rolo de emoções mostra-se de diversas formas. Através das decorações brilhantes, das saudações com votos de um feliz Natal, dos anúncios que os média bombardeiam para podermos adquirir o presente ideal e sobretudo, através dos sons e da música. Os sons metálicos dos “guizos dos trenós”, dos sinos e todas as melodias que reconhecemos prontamente e que nos transporta para esta quadra tão memorável.

A música tem esta grande peculiaridade: viajar no espaço e no tempo!

Transporta-nos a locais que já visitamos ou que gostaríamos de conhecer, numa altura especifica, passado ou futuro, conforme desejamos, recordar algo que associamos a um som ou música, ou projectar no futuro experiências que desejamos viver, sempre com aquela banda sonora como “backround”.

Nesta quadra especifica do ano, quem ainda não ouviu “All I want for Christmas” ou “Last Christmas”nas rádios? Ou quem ainda não trauteou o “Jingle Bells” ou “White Christmas”?

Colocando a minha opinião de lado, mas chegando um pouco a “brasa à minha sardinha”, infelizmente o Natal ao longo dos anos tornou-se num mercado capital muito forte. A corrida ás lojas, a preocupação com prendas, com bens materiais é bem vincada com a imagem da árvore de Natal e, claro a presença anual do Pai Natal que promete prendas às crianças que se portaram bem durante o ano, como se a tomada de boas decisões necessitasse de recompensa material. Mesmo assim é bom saber que pelo menos uma vez por ano o ser Humano está mais aberto à alegria, solidariedade, paz e sobretudo ao conceito de Família.

Podemos através das tais recordações ou projecções, construir um presente com os valores que o Natal abraça, tais como a bondade,o amor, a solidariedade, o ser caritativo e a importância da Família. Pois não é isso mesmo que os velhos cânticos de natal apregoam? É o recordar velhas caras, familiares distantes, sentir o calor e o conforto de um porto de abrigo, numa época tão conturbada e corrompida a qual vivemos.

Por isso este ano vou deixar que os sons, as músicas de Natal entrem no meu coração, e tal como faço em qualquer ocasião que cante ou toque, vou fazê-lo porque realmente o sinto, porque estou em sintonia com esses valores, e quem sabe, não ajudarei através da minha música, construir recordações ou projecções alusivas a uma quadra natalícia de paz e amor?

É com os votos de um Feliz Natal que termino esta crónica, e espero que a partir deste ano se valorize mais o que realmente é importante. A todos muita paz e amor.

Que a música faça sempre parte da banda sonora das nossas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.