Home>Cidadania e Sociedade>JÁ PASSOU O NATAL. E AGORA?
Cidadania e Sociedade

JÁ PASSOU O NATAL. E AGORA?

Agora que já todos, ou quase todos, festejamos o Natal e a entrada no Ano Novo é altura de fazermos um balanço das nossas vidas.

Será que a “onda´´ de solidariedade que nos atinge na época natalícia vai continuar presente nos nossos objetivos? E o amor, a amizade, a atenção com os outros?!Provavelmente vão ficar esquecidos à espera do próximo Natal.

Deste modo, o período que antecede o Natal é caracterizado por ser um tempo de paz, de festa, de alegria, mas porque é que o Natal não pode ser todos os dias do ano? Por é que temos que ficar presos a uma data no ano na qual somos bonzinhos e fazemos de conta que amamos todas as pessoas?!
O Natal simboliza, antes de qualquer coisa, a celebração da vida. Então, porque não celebramos a vida pelo simples facto de acordarmos? Porque é que não podemos ser bons todos os dias do ano? Será uma questão de prioridades?

Assim, no Natal as pessoas são mais solidárias, todos nos lembramos daqueles que mais precisam, das instituições de caridade, dos doentes…

Contudo existem campanhas de solidariedade para ajudar pessoas que têm mais necessidades, mas é no Natal que se vê mais essas campanhas, o que não é propriamente mau, pelo contrário é algo muito bom, mas é lamentável que seja só no Natal que as pessoas se preocupem mais com ações de caridade, e não prolonguem essa preocupação da mesma forma ao longo do ano! As pessoas que precisam, precisam sempre!

Neste sentido, as instituições de solidariedade necessitam de apoios sempre, ou será só no Natal? Eu considero que, ao sermos bombardeados pelas campanhas de solidariedade para pessoas carenciadas, tem alguma hipocrisia.

As pessoas que precisam de alimentos ou de outros bens, precisam sempre e não apenas na época natalícia.

No entanto, há pessoas que ao terem conhecimento dessa realidade de vez em quando têm a sensibilidade de ajudar os mais desfavorecidos. De qualquer forma sempre mais vale ajudar do que não ajudar. Mas é importante que tenhamos presente que quem precisa, precisa sempre e não só no Natal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.