Home>Em Destaque>CRIMES CONTRA ANIMAIS EM 2017
Em Destaque Saúde e Vida

CRIMES CONTRA ANIMAIS EM 2017

Segundo a GNR em 2017 foram registados mais de 920 crimes, 588 dos quais por maus tratos e 336 por abandono. Foram ainda aplicadas 4784 contra-ordenações relacionadas com o controlo das regras de circulação na via pública, a obrigatoriedade de vacinação, o registo e a identificação, sendo que 444 dizem respeito a cães perigosos ou potencialmente perigosos. A GNR dispõe de uma linha de apoio – a Linha SOS ambiente e território (808200520).Estes números mostram por si só que ainda há muito por fazer. Estas acções da GNR visam não só condenar mas também informar a população. Apesar do tema maus tratos a animais estar a ter bastante destaque nos últimos anos, ainda há muita falta de informação. Ainda há muitos tutores a desconhecer as suas obrigações legais. Quem adquire um cão fica obrigado a: identificar o animal através da aplicação de microchip, administrar vacina da Raiva e renovar anualmente a licença na sua Junta de Freguesia. Os cães incluídos na lista de raças perigosas ou cruzamentos das mesmas necessitam ainda de seguro de responsabilidade civil, certificado de esterilização e treino. Para circulação na via pública, todos os cães devem estar presos à trela, no caso de cães agressivos ou de raças potencialmente perigosos a trela deve ser curta e ainda é obrigatório a utilização de açaime. É ainda obrigatória a recolha de dejectos na via pública. Quantos de vocês conhecem as obrigações legais por completo? Quantos tutores existem existem espalhados pelo país que não vacinam nem tem os seus animais devidamente identificados?

É importante as acções de formação nas escolas, por forma a educar os que serão o futuro do nosso país, porque mudar mentalidades é muito mais difícil que educá-las desde tenra idade. Como diz o ditado: “Burro velho não aprende línguas”, vamos focar-nos nos mais novos, pois esses sim podem mudar o amanhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.