Home>Desporto>CAMINHAR, PEDALAR OU CORRER?
Desporto Em Destaque

CAMINHAR, PEDALAR OU CORRER?

Ninguém nega os benefícios da prática de exercício, seja para obter uma melhor forma física, compensar os efeitos da vida sedentária, entre outros. Mas qual é o melhor exercício aeróbico? A lista normalmente começa com aqueles que são mais práticos: caminhar, andar de bicicleta e correr. O facto é que cada um tem suas próprias vantagens e desvantagens.

Caminhar

Andar a pé é o mais fácil para o corpo, cansa menos e exige menos do organismo. Contudo, dependendo da distância que percorrer, a caminhada geralmente oferece menos benefícios metabólicos do que andar de bicicleta ou correr. O que não significa que caminhar não seja benéfico. Estudos mostram que caminhar cerca de 30 minutos por dia reduz o risco de várias doenças cronicas. Para as pessoas que não pratiquem exercício há muito tempo, caminhar é um excelente “exercício de entrada” para melhorar a circulação sanguínea e colocar os músculos em movimento. A partir daí, a caminhada rápida é um próximo passo natural em busca de melhores resultados.

Pedalar

Andar de bicicleta não força muito o corpo, faz bem à saúde, mas requer alguns cuidados. As bicicletas estacionárias são uma ótima opção para pessoas que não querem circular ao ar livre. A desvantagem de andar de bicicleta é que normalmente só o quadril e os músculos das pernas são utilizados – ou seja, ciclismo não é um exercício de corpo inteiro. Alguns estudos mostram que a densidade óssea é menor entre os ciclistas regulares do que entre os corredores regulares.

Correr

é o mais difícil para o corpo, especialmente para os joelhos mas oferece os melhores benefícios entre os três. Progredindo da caminhada rápida para a corrida é algo que muitos médicos recomendam. Tal como acontece com andar, correr pode ser uma atividade “interna”, feita numa passadeira de corrida, para aqueles que não gostam de sair ou não têm locais adequados perto de casa, embora as atividades físicas ao ar livre são mais eficazes na melhoria da saúde mental. Os especialistas recomendam que, para não forçar muito o corpo, deve-se variar a velocidade da corrida, assim como andar um bocado, correr outro, e assim por diante.

Seja qual for o(s) exercício(s) que decida optar mediante as suas vantagens e desvantagens o mais importante é tentar fazê-lo ao longo de toda a vida.

Referência: Diário da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.