Home>Saúde e Vida>DESMISTIFICAR A IDA AO DENTISTA – PARTE II
Saúde e Vida

DESMISTIFICAR A IDA AO DENTISTA – PARTE II

 Visitar o médico dentista 2 vezes por ano deve fazer parte da rotina de uma vida saudável. Até porque desta forma evita-se o desenvolvimento de possíveis focos infeciosos e, consequentemente, previne-se a possibilidade de uma futura consulta devido à existência de dor e, claro está, de um tratamento doloroso.

Contudo, esta ainda não é uma realidade para todos. Infelizmente, independentemente das causas, ainda existem muitas pessoas que só procuram o dentista em último recurso. Quando a dor é de tal forma insuportável que impede o indivíduo de fazer a sua vida normal, ou quando a mastigação se torna de tal forma impossível, levando a dificuldades na alimentação, são duas causas muito comuns da visita ao dentista. É fácil de prever que se uma pessoa se encontra num estado de dor, infeção e/ou inflamação o tratamento não será tão “agradável” como aquele que seria feito em consultas de rotina. Contudo, estas são situações excecionais. Regra geral uma consulta dentária não tem o porquê de ser algo traumático ou de sofrimento.

Desta forma, torna-se importante que desde criança, o indivíduo adote hábitos saudáveis, como uma correta higiene oral e uma ida regular ao dentista.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.