Home>Lifestyle>A FÉ QUE NOS MOVE
Lifestyle

A FÉ QUE NOS MOVE

Maio é um mês de fé. É um mês em que as pessoas rumam a pé para Fátima. Algumas por desporto outras por promessa. É também o mês em que se realiza uma festa em Resende que para os meus pais é tão ou mais valiosa que o Natal, o 4° Domingo de Maio na freguesia de Santa Maria de Cárquere. Uma romaria que dura um fim de semana com cerimónias e peregrinação de adoração à santa com o mesmo nome.

Não sou a pessoa mais católica do mundo, para desgosto da minha mãe. Sou desta religião porque fui educada nela como seria de outra se tivesse sido educada em outra. Acredito na bondade das pessoas então a minha religião passa mais por tentar ser o melhor que posso com os outros do que propriamente em ir à missa. 

Mas se há algo que me fascina é a fé das pessoas. Agarrarem-se a algo que nunca viram para não desistirem nas horas difíceis. Não estou a ser irónica, admiro mesmo. Gabo a coragem de quem promete ir a pé a Fátima vislumbrando que isso as ajudará em tormentas pelas quais passam na vida. Admiro a devoção da minha família à Senhora de Cárquere e o quanto recorrem a ela quando alguém está doente. E como lhe agradecem quando as preces são “respondidas”. 

A fé que nos move é de facto fantástica. Não falo só na fé  em coisas que não vemos. Falo também na fé que temos nos outros e mais importante a fé que temos em nós próprios. Esta fé é a mais difícil de manter, pelo menos para mim. Acho que há alturas em que acredito mais rápido na vida, no acaso, no ser superior que nos colocou aqui do que em mim. E isso está errado? Está. Devemos sempre acreditar em nós próprios, termos fé na nossa pessoa. Porque efetivamente muito do que nos acontece parte de nós próprios e de acreditar que seremos capazes. E quando toda a gente perder a fé em nós, nos desapontar ou nos dizer que não somos capazes é quando devemos redobrar a nossa fé. E por muito difícil, por muitas barreiras que nos apareçam temos que acreditar em nós próprios. Se a fé move montanhas imaginem o que não fará por nós. Acreditem em vocês sempre. E se por acaso estiverem com a fé depositada numa peregrinação a Fátima desejo-vos força e fé em vós que chegarão com certeza à meta. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *