Home>Desporto>CLUBE DE TÉNIS DE AMARANTE
Desporto Lifestyle

CLUBE DE TÉNIS DE AMARANTE

Hoje vou falar-vos de uma paixão antiga. Não por ser um grande jogador mas por ser um entusiasta do Ténis. Há vinte e três anos, no dia dois de outubro de 1995, saia, em Diário da República, a oficialização da constituição do Clube de Ténis de Amarante. Tudo começou com um grupo de amigos. Daqueles que se foram conhecendo no velhinho campo da Florestal, por terem de esperar que uns acabassem para os outros poderem jogar. Alguns destes fundadores ainda são dirigentes do clube. Eu comecei, adivinhem lá, como tesoureiro, mas as tarefas não se ficavam por aí. Que saudades tenho daquele tempo, em que, sem grandes dinheiros, nem patrocinadores ia no meu Peugeot 106 buscar sumois e bicos de pato com queijo para oferecer aos miúdos para o final dos torneios na entrega dos troféus. Como qualquer pessoa que se envolve no associativismo sabe as dificuldades são mais do que muitas. Desde os recursos financeiros, aos recursos materiais e humanos. Mas lá fomos andando.

Depois de muitas mudanças, o Clube de Ténis de Amarante, tem hoje a sua sede na Rua da Raínha, nº 68, na parte superior do Estádio Municipal, nas antigas instalações do heliporto que foram reconvertidas pela Câmara Municipal e servem de sede ao Clube, num excelente exemplo de requalificação do espaço. O objetivo primordial, desde sempre foi, e continua a ser, o da formação de jovens, alguns dos quais, participam também em competições.

Paralelamente, há 14 anos consecutivos, que se realizam dois importantes torneios, o de veteranos cidade de Amarante – José Mendes, que deverá estar a acabar à hora que escrevo este artigo e do Amarante Ladies Open, um torneio de 15 000 dólares do circuito profissional feminino da ITF, facto que muito nos honra e que terá lugar entre 16 e 24 de junho. Trata-se de um torneio internacional e que tem um relevo muito importante para a marca Amarante. De facto, não há muitos destes torneios em Portugal, por um lado, e por outro, o aspeto económico que o torneio acarreta. São os hotéis, os restaurantes, o comércio e os serviços aqueles quem mais beneficiam com a vinda deste torneio para a cidade. Pena é que, alguns destes operadores não deem o devido valor e não apoiem o clube da forma que este merece, pois as dificuldades e os gastos com este torneio são muito elevados, beneficiado dele e não dando nada em troca. A Câmara Municipal e a União de Freguesias de S. Gonçalo, Madalena, Cepelos e Gatão têm sido os grandes apoiantes deste torneio.

Uma última palavra para a direção do Clube, que cumprimento, na pessoa do Professor António Lírio e para todos aqueles que dão muito do seu tempo para que o sonho continue. Um bem hajam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.