Home>Saúde e Vida>EM ÉPOCA DE SANTOS POPULARES A GRANDE PROTAGONISTA É A…. SARDINHA!
Saúde e Vida

EM ÉPOCA DE SANTOS POPULARES A GRANDE PROTAGONISTA É A…. SARDINHA!

 Junho é o mês de santos populares sendo sinónimo de festa, comida e amigos à mesa. O prato mais típico dos santos populares é a sardinha assada nas brasas. Nada mais pertinente que neste mês vos vir falar sobre os benefícios da sardinha na nossa alimentação, tanto agora como no resto do ano.

A sardinha pertence à classe dos peixes gordos sendo que é mais rica em gordura no Verão do que no Inverno. A gordura presente na sardinha é rica em ácidos gordos polinsaturados (principalmente ómega 3) estando acumulada no músculo e em redor das vísceras o que confere aquele paladar típico. Os ácidos gordos polinsaturados presentes neste peixe fazem parte da constituição das membranas celulares e participam na produção de hormonas que regulam a coagulação sanguínea, contracção/relaxamento das paredes das artérias e desempenham um papel importante nos processos inflamatórios, contribuindo assim, para um normal funcionamento do coração quando aliado com uma alimentação saudável diária.

Quando em conversa e com espinhas também é uma fonte rica em cálcio e vitamina D, sendo que, o consumo de 2 a 3 sardinhas de tamanho médio suprem as necessidades diárias desta vitamina.

É também uma importante fonte de proteína sendo que contem os 9 aminoácidos essenciais ao nosso organismo. O consumo desta proteína é essencial ao crescimento muscular, regeneração de tecidos, produção de anticorpos e defesa das células, constituição de enzimas essenciais ao funcionamento e regulação dos tecidos e órgãos. Também aumenta a fibrinólise (onde o produto da coagulação do sangue é destruído) e prolonga o tempo de coagulação do sangue, podendo ser benéfico para indivíduos com risco de tromboses.

O fósforo é outro mineral presente nas sardinhas e que contribui para manter uns ossos e dentes saudáveis.

As mulheres devem ter em especial atenção, ao consumo deste alimento, devido ao seu teor de ferro (as necessidades diárias deste mineral são maiores que no homem) que é necessário para o transporte de oxigénio e para a formação de células vermelhas no sangue. Também é uma fonte importante de zinco e de cobre, que é utilizada para a estrutura da proteína e formação da hemoglobina e colagénio. Algumas enzimas que contêm cobre também contribuem para o combate contra radicais livres, o que retarda o envelhecimento das células.

Aquando da gravidez, a sardinha também desempenha um papel importante pois o seu elevado teor em ómega 3 ajuda o desenvolvimento neurológico do feto e são uma excelente fonte de cálcio, ferro e vitamina D, três nutrientes fundamentais durante este período.

———–

Fonte: Gonçalves, Luís. Todos os benefícios nutricionais das sardinhas. Disponível em: https://lifestyle.sapo.pt/saude/peso-e-nutricao/artigos/sardinhas.
Nutrimento (2018) Cinco razões nutricionais para comer sardinha todo o ano. Disponível em: https://nutrimento.pt/noticias/cinco-razoes-nutricionais-comer-sardinha-todo-ano/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.