Home>Lifestyle>TENDÊNCIAS: USAR, COMO USAR ou NÃO USAR?
Lifestyle

TENDÊNCIAS: USAR, COMO USAR ou NÃO USAR?

Apesar de o sol continuar a brilhar e as temperaturas altas nos darem a sensação de ainda estarmos no Verão, a verdade é que já estamos em plena “Rentrée”, o calendário e o retorno ao trabalho e ás rotinas diárias indicam que já estamos numa nova estação, o Outono. E por esta altura é habitual sentirmos a necessidade de mudança, de melhorar, de renovar…iniciar um novo curso, adquirir novas competências, experimentar uma nova modalidade no ginásio…  e, é inevitável, o olhar para as novas tendências da moda para a próxima estação seduz-nos (principalmente a nós mulheres), e é quase obrigatório!

A indústria da moda é poderosa, e trabalha no sentido de nos seduzir e nos impelir ao consumo! E, de facto, andamos há semanas a ser literalmente “inundados”, tanto em revistas, jornais, redes sociais ou televisões, por uma infinidade de tendências de moda, o que usar, o que está “in”, o que está “out” …..A moda é cíclica, e como tal, existem cores, padrões e materiais que são clássicos de moda, embora surjam mais renovados e mais modernos.

Descrevo a seguir as tendências mais marcante para o próximo Outono/Inverno:

-Animal Print (é uma das grandes tendências: leopardo, zebra ou serpente, sendo este último, o mais discreto e sofisticado, podem ser conjugados com cores neutras como preto, bege, branco ou camel)

-Xadrez (desde peças de alfaiataria, vestidos ou saias, padrões mais clássicos ou mais modernos, ou em mistura de diferentes padrões de xadrez para um visual mais arrojado)

-Pele ( blusão de pele,(de preferência de pele sintética pela causa a favor da  sustentabilidade do planeta) é imprescindível na próxima estação, em preto ou cores mais fortes como vermelho ou camel)

-Anos 70 revisitados (calças “flare”, estampados florais, folhos em vestidos e blusas, óculos com armação redonda, lembram o movimento hippie)

-Fato casaco e calça (de inspiração masculina, em bombazina, xadrez ou veludo, modelos “oversized”)

-Tweed ( versão mais colorida, em saias e vestidos)

-Brilhos (peças em vinil, latex, lantejoulas estão também em alta, devem ser combinadas com tecidos naturais como algodão ou lã)

E, enfim, perante tanta informação, é fácil ficar-se “perdido” e inseguro face a tantas propostas! Deve-se, contudo, ter em mente, que ser-se escravo da moda (fashionvictim), não acrescenta valor à imagem de ninguém.

 Aliás, com a globalização, generalizou-se também na moda uma filosofia do “vale tudo” e isto pode comprovar-se nas “passerelles”, onde se misturam estilos e materiais “improváveis”, e também nas criações dos diretores criativos das grandes casas de moda que vão buscar inspiração ao chamado “street style”, ou seja, inspiram-se no que se vê nas ruas.

Qual, então, a atitude correta a tomar? Existe uma forma elegante e inteligente de usar as tendências e estar atualizado?

A primeira atitude a ter em conta para a melhor forma de utilizar as tendências, é saber adequá-las ao estilo pessoal de cada um. O estilo é algo que reflete a personalidade, o gosto pessoal e a forma de se estar na vida. Além disso, para ter estilo não é obrigatório usar roupas “de marca” ou gastar muito dinheiro. O importante é aprender a combinar a personalidade de cada um com a sua imagem.

As tendências existem para promover determinados artigos de estação para estação, para tornar a moda mais apetecível e efémera e para fomentar o consumo.

Assim, devem ser encaradas apenas como fonte de inspiração, e que  poderão dar ideias para mais e diferentes combinações com as roupas que já se tem no guarda roupa. Imitar tudo o que se vê ou alguém em particular não é o mais sensato, uma vez que pode não se adaptar ao seu tipo de corpo ou ao seu estilo de vida. Os básicos de moda são intemporais e versáteis, podem ser usados em vários contextos, permitem diversas combinações e não passam de moda. É nestas peças que se deverá definitivamente apostar.

 Para modernizar um pouco o visual, pode ser interessante apostar em algumas tendências, mas poucas peças e de preços acessíveis; pode adquirir por exemplo acessórios mais “statment”, experimentar uma nova maquilhagem ou num novo penteado, usar um lenço com padrão tendência e de forma diferente, ou combinações distintas de cores e padrões com as roupas que já possui.

Tire partido das inspirações que encontra nas tendências, adaptando-as a si, ao seu estilo, ao seu corpo, ao seu guarda roupa e á sua realidade. Deste modo estará sempre atualizada e elegante.


One thought on “TENDÊNCIAS: USAR, COMO USAR ou NÃO USAR?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.