Home>Saúde e Vida>A IDADE MADURA
Saúde e Vida

A IDADE MADURA

Todos nós gostaríamos e queremos chegar à idade de quanto mais madura melhor. Essa meta é atingida mais facilmente se tivermos hereditariamente uma boa “construção civil”.

Independentemente da idade, o que ambicionamos, com certeza, é ter qualidade de vida!

Costuma-se dizer que, conforme semeamos assim colhemos. A saúde oral não foge a esta regra. A hereditariedade, os hábitos de higiene e a visita regular ao dentista vão trazer-nos menor perda dentária e melhor opção de colocação das peças dentárias inexistentes.

Nesta idade vemos o acesso à saúde geral como indispensável senão obrigatória. A Medicina Dentária deve também estar presente. É com grande satisfação que vemos lares e casas de saúde a recorrer a serviços de médicos dentistas para assegurar aos seus utentes um real bem-estar físico e psicológico. Fico também extremamente feliz quando o médico dentista é chamado para ir ao domicílio de algum paciente que se encontra impossibilidade de se deslocar.

As limitações físicas, psicológicas e muitas vezes da envolvente humana, têm que ser ultrapassadas pelo apoio de quem tem ao seu cuidado o idoso.

Muitos dos nossos avós são polimedicados; isto acarreta problemas orais como a xerostomia (sensação de boca sempre seca), sangramento gengival, recessão gengival, perda óssea, perda dentária, perda de paladar, uso de dentes artificiais (que requerem contínua e específica higienização), exigindo uma contínua observação e orientação do médico dentista da família.

O vosso dentista pode informar como atuar em determinadas situações, tornando um  cenário de stress em algo mais fácil de superar ou mesmo deslocar-se ao local para aferir e ajudar a ultrapassar a dificuldade.

Temos que ajudar a garantir o bem estar e a dignidade dos anciãos da nossa sociedade.

Os médicos dentistas foram e são a classe médica que sempre ambicionou garantir qualidade de vida nesta fase. A última coisa que o médico dentista quer ouvir é “Sou velho! Já não vale a pena fazer nada!”. Tudo vale a pena, e como o poeta diz “quando a alma não é pequena!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.