Cultura, Literatura e Filosofia

QUE EU VEJA, SENHOR

Que eu veja, Senhor

LEITURAS: 1ª: Jr 31,7-9. Salmo 126/125,1-2ab.2cd-3.4-5.6. R/ Grandes maravilhas fez por nós o Senhor, por isso exultamos de alegria. 2ª: Heb 5,1-6. Evº: Mc 10,46-52. II Semana do Saltério

No Evangelho deste domingo, quando Jesus ia já a sair de Jericó, um cego sem nome próprio, filho de Timeu, grita por ajuda: «Jesus, Filho de David, tem piedade de mim». Muitos queriam que ele se calasse, não incomodasse o Mestre ou o detivesse no caminho urgente para Jerusalém. Mas ele gritava cada vez mais: «Filho de David, tem piedade de mim». Jesus chamou-o e, daí a nada, este estava a segui-Lo.

O grito dos pobres incomoda. O grito dos pobres incomoda-me. Incomoda o meu ministério. Escuta-los ocupa-nos o tempo. Ajuda-los dá muito que fazer. É mais fácil ignorar. Mas não foi para isso que fui ordenado padre. Fui ordenado padre para rezar por eles e trabalhar em prol da mudança da sua situação de indigência; mais ainda, para olhar para eles como outro eu, alguém que faz parte de mim.

Depois ser chamado, «o cego atirou fora a capa, deu um salto e foi ter com Jesus». As pessoas com quem me cruzo no dia-a-dia, seja no confessionário, seja no trabalho ou na rua, saem de junto de mim com coragem de deitar fora o “manto velho” e seguir Jesus pelo caminho da vida nova?

«Que eu veja, Senhor»!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.