Home>Lifestyle>TU NÃO MORRERÁS…
Lifestyle

TU NÃO MORRERÁS…

Em novembro milhares de pessoas rumam em direção aos cemitérios. Será simples tradição ou uma forma de dizer aos que amamos: tu não morrerás?

Em novembro milhares de pessoas rumam em direção aos cemitérios. Será simples tradição ou uma forma de dizer aos que amamos: tu não morrerás?

A experiência de catorze anos de padre no interior do país, nesse mesmo interior desertificado que em Lisboa conhecem de estudos e relatórios e/ou sondagens, fez com que, em algumas das comunidades que sirvo, já conheça mais pessoas no cemitério do que propriamente na localidade. As procissões fúnebres sucedem-se a um ritmo assustador enquanto que as pias Baptismais se vão tornando habitação de teias de aranha. E não é por falta de fé mas sim por falta de natalidade. O ritual de visitar o cemitério, lugar da memória, tem um efeito avassalador para quem se deixa interpelar. É uma espécie de “murro no estômago” que nos obriga a baixar a cabeça e o olhar para a terra que pisamos… e que partilhamos.

Nas flores, nas velas, nas orações e lágrimas que os cemitérios testemunham podemos interpretar a teimosia sadia e bela de repetirmos cada dia para aqueles que amamos: enquanto me lembrar de ti, enquanto viveres em mim, TU NÃO MORRERÁS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.