Home>Cidadania e Sociedade>AINDA E SEMPRE A BIRD MAGAZINE
Cidadania e Sociedade

AINDA E SEMPRE A BIRD MAGAZINE

José Castro

O fim de um ciclo, de um ano, ou de um qualquer outro período, são momentos interessantes para uma reflexão. Foi exatamente esse o convite que a BIRD Magazine (BM) lançou a cada um de nós. Já lá vão 28 crónicas durante pouco mais de um ano. A escrita é uma das formas de partilhar nossa cosmovisão com os outros. Não para exibir superioridade perante outras opiniões, mas sim como reflexo da desejada congruência entre o que se pensa, sente, diz e faz! É esta congruência que por um lado nos traz tranquilidade e paz para partilhar o que “vivenciamos”, mas que por outro lado nos dá a humildade suficiente para aprender e refletir sobre outras cosmovisões de colaboradores da BM e não só.

Como ser humano que sou tenho a “paixão” de compreender cada vez melhor o Ser Humano em todas as suas vertentes: física, mental e espiritual.

Como ser humano quero compreender a razão da busca, ou melhor, “vivência” da Felicidade e quais seus pressupostos…

Como ser humano quero compreender as minhas limitações, as minhas resistências, as minhas “sombras”, as minhas fraquezas…

Como ser humano quero compreender a fonte de toda a resiliência, de todo o Amor, da Fé Raciocinada, das minhas Forças e da Vontade de Superação, do ir até ao Infinito…

Como ser humano quero compreender a relação do Ser Humano com todos os outros Seres (sencientes ou não) e ter a humildade de aprender com eles….

Quer como Coach ou Professor, as relações interpessoais intensas e positivas são fundamentais! O relacionar-me com o outros, o “entrar” no “mapa mental” do outro…é pois o melhor “laboratório” para igualmente me conhecer mais profundamente…. Afinal não somos assim tão distintos, podemos estar em situações de vida diferentes, em momentos de superação distintos, mas ….comungamos de muita coisa, das emoções, dos sentimentos vividos, etc, que a empatia, a sintonia, surge naturalmente. Os outros servem-me de espelho…e com eles aprendo… Viver é dar e receber, mas da minha parte só me compete Dar!

Perante a questão pertinente que o mentor deste projeto, Ricardo Pinto, colocou “Por que devem os leitores continuar a acompanhar as vossas crónicas?”

Não faço a mínima ideia! Sei o que gosto de transmitir, por vezes de provocar ou de simplesmente levar à reflexão! Sei que uns irão gostar (das reações que tenho tido), outros nem por isso e muitos outros, mesmo não gostar!  Mas até estes farão o exercício de reflexão….

Mas será isso o mais importante? Ou apenas a minha escrita é  “como uma arte de dar voz a pensamentos, ideias, estados de alma” que presumo ser a génese deste projeto?!

Desejo a toda equipa BIRD Magazine e a todos os leitores um 2019, cheio de tudo aquilo que fizerem de bom acontecer…


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.