Home>Lifestyle>O TEMPO. AI O TEMPO. QUEM NOS ROUBA O TEMPO?
Lifestyle

O TEMPO. AI O TEMPO. QUEM NOS ROUBA O TEMPO?

Gabriela Carvalho

Muitas vezes dou por mim a ter esta conversa com várias pessoas: andam a roubar-nos horas «lá em cima»!

A vida, esta agitação e azáfama diária, é tão significativa que o tempo urge… O tempo passa, repassa e quando damos por nós, amanheceu e …. puff …. já estamos de regresso a casa.
Este tempo que vivemos é um tempo estranho e escasso… As rotinas, as vidas cada vez mais programas e reprogramadas, ajustadas aos minutos, levam-nos horas de vida que nem nos apercebemos…

“Andam a roubar-nos horas «lá em cima»” é o que eu sinto quase diariamente. Todos os dias tenho a sensação que o meu dia passou tão depressa que andei numa dinâmica de movimento tão rápida que nem sei bem ao certo o que fiz, como fiz e onde fiz…

Às vezes, ao falar com os utentes do meu trabalho – os mais velhos e mais experientes – pergunto-lhes se sentem o mesmo! Não sentem! Os dias parecem eternos, as horas parecem dias e os minutos parecem horas… Dizem-me alguns: «nessa sua idade queremos fazer tanto, queremos fazer tudo e o tempo passa a correr. Mas é nessa sua idade.»

Talvez seja nesta minha idade. Eles têm a experiência do tempo e sabem-no bem melhor que eu! Talvez esta seja a idade onde nos roubam horas «lá em cima» para que sintamos a rapidez do tempo e quão fugaz e breve é a vida…

Talvez…

Tenho receio deste tempo e do tempo perdido a pensar no tempo que passou… tenho receio dos dias parecerem ter menos horas, das horas parecerem minutos e dos minutos parecerem segundo… mas terei mais receio do tempo que aí vem onde os dias parecerão eternos, as horas parecerão dias e os minutos parecerão horas!!!

Ai… o tempo! Quem nos rouba o tempo…

One thought on “O TEMPO. AI O TEMPO. QUEM NOS ROUBA O TEMPO?

  1. Do alto dos meus quase 50 anos que me assustam porque não os sinto. Posso dizer que tive dias tão longos em miudo, em jovem. O tempo é formidável quando o conseguimos acompanhar . A idade pouco importa . O importante é conseguirmos sintonia com o que vivemos .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.