Home>Cultura, Literatura e Filosofia>EDUCAR – ONTEM E HOJE
Cultura, Literatura e Filosofia

EDUCAR – ONTEM E HOJE

Márcia Pinto

É habitual relembrarmos com alguma nostalgia como era a educação no passado.

Contudo, nem sempre contextualizamos as diferentes gerações. Quantas vezes ouvimos dizer que antigamente as crianças respeitavam mais, ou

que os pais de antigamente não tinham tantos problemas porque não eram tão permissivos?

Assim, durante várias gerações as mães eram as grandes e principais responsáveis pela saúde e educação dos filhos.

Deste modo, por questões culturais e sociais as mulheres não participavam do mercado de trabalho, logo tinham mais tempo para se dedicarem à educação dos filhos.

Com a emancipação da mulher veio a inserção das mulheres no mercado de trabalho, e assim a educação das crianças passou a ser da responsabilidade de toda a família.

Neste sentido, para educar e criar uma criança é necessário oferecer valores essenciais para serem seguidos. Antigamente, no tempo dos nossos pais e avós, as formas de corrigir uma criança eram mais agressivas.

No entanto, hoje em dia, o cenário é bem diferente e até a famosa palmada, que pessoalmente considero que dada na hora certa e sem ser agressivo, pode fazer a diferença, está a ser substituída por correções mais saudáveis, dizem os especialistas.

Os pais de hoje, procuram corrigir uma atitude errada com o diálogo. O ideal é conseguir que a criança entenda o motivo pelo qual está a ser repreendida.

Mas, considero que é preciso haver uma maior preocupação para que não sejamos demasiado permissivos na educação dos nossos filhos. Por isso, é muito importante não ser negligente no momento em que acontece alguma coisa que necessita ser corrigida, estimulando as crianças a tentarem encontrar uma solução para o erro que cometeram, incentivando-os sempre a refletir sobre os seus atos.

Ensiná-los a ser otimista, perseverantes e a saber receber uma resposta negativa é uma maneira de ensiná-los a lidar melhor com os desafios que terão de enfrentar no futuro.

Contudo, educar hoje em dia enfrenta algumas dificuldades. Com o amplo acesso aos diferentes meios de informação, nomeadamente à internet, é preciso muito cuidado para saber com quem e como os nossos filhos se relacionam.

É assim pertinente destacar que apesar da correria do dia-a-dia é essencial dedicar tempo de qualidade e diálogo em família. Essa é a combinação perfeita para transmitir aos nossos filhos, para que eles cresçam crianças e jovens saudáveis e se tornem adultos felizes e preparados para os desafios da vida.

Fonte: https://escoladainteligencia.com.br/pais-do-seculo-xxi-quais-as-diferencas-da-educacao-de-antigamente/?fbclid=IwAR1b8HHMI9cOXx3fDPXSXEZI_kylUf_lFQ0325XyVk4lW7Xr2ZU4Xtkqp6U


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.