Home>Saúde e Vida>TRATAMENTO ORTOPODOLÓGICO DO PACIENTE GERIÁTRICO
Saúde e Vida

TRATAMENTO ORTOPODOLÓGICO DO PACIENTE GERIÁTRICO

Fátima Lopes Carvalho

É muito frequente nas universidades seniores questionarem qual o tipo de tratamento ortopodológico para os pés dos idosos?

É curioso a forma como efetuam a questão pois fico sempre com a mesma sensação:…diga-me qual o melhor tratamento para os meus pés, como existisse um tratamento standard…

A minha resposta é sempre NÃO EXISTE UM TRATAMENTO ORTOPODOLÓGICO EXCLUSIVO para GERIATRIA pois o tratamento depende das alterações podais presentes em cada paciente.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma pessoa é considerada idosa quando tem 60 anos ou mais. No entanto em Portugal por se tratar de um país desenvolvido a pessoa é considerada idosa após os 65 anos.

No nosso CENTRO CLÍNICO DO PÉ, recomendamos uma consulta de podogeriatria aos 60 anos, e porquê? Porque consideramos que a podogeriatria é assente na prevenção e não apenas no tratamento de patologia incapacitante; promovendo assim um envelhecimento podal saudável e baseado na prevenção da doença.

Uma grande parte dos pacientes apresentam várias alterações sistémicas e podais ao mesmo tempo e frequentemente os pés ao longo da vida foram submetidos constantemente a alteração de forças que resultaram em deformidades presentes nas estruturas ósseas e tecidos moles.

As alterações mais frequentes são: patologias vasculares, alterações metabólicas e transtornos osteoarticulares acompanhadas de perda de elasticidade dos tecidos moles, diminuição da força muscular e limitação da mobilidade articular.

TRATAMENTOS ORTOPODOLÓGICOS NO PÉ GERIÁTRICO

Os tratamentos ortopodológicos são efetuados de forma individual de acordo com a biomecânica de cada pé e os mais utilizados são:

ORTÓTESES PLANTARES (palmilhas personalizadas) – são aplicadas na perspetiva de promover função de determinada articulação, paliar a sintomatologia dolorosa, proporcionar uma correta base de apoio otimizando assim a capacidade de marcha do paciente.

ORTÓTESES DIGITAIS – são aplicadas principalmente para paliar a dor e proteger determinadas estruturas ósseas evitando assim lesões que possam aparecer devido á pressão do calçado.

FÉRULAS DINAMICAS – cuja função é assistir movimentos debilitados do pé e membro inferior, causados muitas vezes por debilidade muscular.

PRÓTESES – são aplicadas em substituição de uma parte do membro por exemplo após uma amputação.

Assim a nossa consulta de PODOGERIATRIA  no nosso centro clinico do pé tem como objetivo acompanhar o paciente de idade superior a 60 anos, através de uma abordagem podológica aos pacientes idosos e visa estudar, prevenir e tratar patologias podais  incapacitantes permanentes ou não.

www.centroclinicodope.pt

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.