Home>Saúde e Vida>PROCESSIONÁRIAS (LAGARTA DO PINHEIRO)
Saúde e Vida

PROCESSIONÁRIAS (LAGARTA DO PINHEIRO)

Susana Ferreira
Quem ainda não viu as larvas dos pinheiros a descer dos pinheiros e a formar procissões ao longo do chão? Aparentemente parecem animais indefesos e sem qualquer efeito nocivo, no entanto estas larvas podem provocar irritações da pele, olhos e sistema respiratório, podendo muitas vezes levar a necrose completa da zona em que contactam. Estas lagartas tem 8 receptáculos com cerca de 100000 pêlos, que se vão abrindo e fechando conforme se deslocam. Os pêlos agem como agulhas que se espetam na pele e mucosas libertando as substâncias tóxicas.
Deve estar atento nesta altura do ano se vive perto de pinheiros ou cedros. Os seus ninhos são fáceis de identificar, parecem novelos grandes castanhos. Estes devem ser removidos com muito cuidado para não entrar em contacto com pele e mucosas. Caso não se sinta confortável, o melhor é chamar uma empresa para tratar da eliminação dos ninhos.
Se vive ou costuma passear o seu pet junto a pinhais deve ter atenção redobrada nesta altura do ano. Não permita que o seu animal ande a cheirar e lamber tudo o que encontra no chão. Para os animais em geral, uma pequena lagarta pode ser algo interessante a explorar, principalmente quando se move. Mas lamber uma lagarta destas ou tentar apanhar com a boca e patas pode trazer consequências terríveis. Existem vários casos clínicos descritos de animais que ficaram sem parte da língua, lábios e em casos mais severos tiveram mesmo de ser eutanasiados, devido à área necrosada ser demasiado extensa. Não trate esta patologia, previna. Não leve o seu animal para pinhais e caso viva num espaço assim trate dos pinheiros infestados e redobre a sua atenção quando passeia o seu animal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.