Home>Saúde e Vida>BENEFÍCIOS DO SLOW FOOD
Saúde e Vida

BENEFÍCIOS DO SLOW FOOD

Lara Guerreiro 

Numa sociedade em constante “speed” como a nossa, quem é que já não foi embora de um restaurante onde lhe disseram que o prato que quer demora… 20 minutos? Vivemos apressados e o termo fast food, além de conhecido por todos, parece adequar-se aos nossos dias. Já o termoslow food  é-nos muito menos familar, ainda assim, asseguro-lhe que é um movimento a conhecer e que é muito mais do que o simples oposto defast food (= comida rápida), ainda que o nome slow food (= comida lenta) possa induzi-lo.

O movimento slow food foi iniciado em 1986, por Carlo Petrini, por oposição à abertura de um restaurante de comida rápida de uma conhecida cadeia de hambúrgueres em Roma. E não é só a defesa da gastronomia, da saúde. É, acima de tudo, uma atitude social (filosofia?), tendo em consideração que a forma como nós, sociedade, produzimos, distribuimos e comemos os alimentos tem um impacto significativo na nossa qualidade de vida, na nossa saúde, na nossa economia, enfim, no mundo.

Comer mais slow, isto é, com mais tempo de escolha, preparação e combinação dos ingredientes, com mais tempo à mesa, contribui para que comece apreciar verdadeiramente o que come, de forma mais sustentável, economicamente mais justa e muito mais saudável. Ora vejamos alguns dos benefícios na sua saúde e não só:

Digestão. Sabia que a digestão começa… na cozinha? Quando a comida começa a ser preparada e sentimos o seu cheiro, as nossas glândulas salivares começam a produzir saliva e enzimas que facilitam a digestão. Mais, o facto de levar mais tempo a mastigar, faz com que o seu estômago tenha tempo para se preparar para a chegada do alimento, produzindo os necessários sucos gástricos. Pode estar aqui a solução (tão fácil!) para que deixe de sentir enfartamento, refluxo, azia, flatulência…

Stresse. É claro que o slow food é anti-stresse, alguém dúvida que se sente melhor e mais tranquilo com tempo e com consciência do que está a comer, em vez de atafulhar comida em 2 minutos, sentado no sofá enquanto muda de canal? Se cozinharmos, melhor ainda, pois é todo um ritual de relaxamento, desde a manipulação dos ingredientes à imensa satisfação com o resultado final.

Peso.  O controlo do peso depende, essencialmente, das calorias que ingerimos e comer devagar, mastigando devidamente os alimentos, resulta no consumo de menos calorias. Precisamos de tempo para que o nosso organismo (sistema digestivo e cérebro) nos comunique que está saciado, por isso, comer rápido é sinónimo de comer. Por outro lado, comer slow implica, inevitavelmente, menos processados, menos refinados, menos sal, menos açúcares e mais frutas e legumes, facilitando também por esta razão a manutenção de um peso saudável.

 

Agricultura sustentável. Se optarmos por cozinhar slow, procuraremos sobretudo a compra de produtos da época, produzidos na região, o que ajuda a economia local mas também o ambiente (redução da pegada de carbono).

 

Pois, pois, mas isto de ser slow... é possível! Basta querer mudar para melhor e rapidamente vai se sentir melhor. Como todas as grandes mudanças, deve começar de forma realista, com pequenos passos, como por exemplo:

– nunca mais coma de pé. Sente-se sempre, até no pequeno-almoço, até no café que bebe a meio da manhã;

– não tenha o telemóvel à mesa. Este tempo é seu, para apreciar a comida e pensar em algo que lhe traga paz e não ansiedade;

– esforce-se (terá mesmo de se esforçar no início…) por mastigar muito bem antes de engolir a comida. Depressa constatará que está a comer muito menos do que o habitual;

– acabou de comer? Fique sentado mais 2 minutos… ou 5! Dê tempo aos alimentos para “descerem” ao estômago;

– uma vez por semana, cozinhe slow: só pode utilizar ingredientes locais, tem de usar ervas aromáticas em vez de sal e não pode usar micro-ondas nem robots de cozinha; tem tempo!

 

Assim se começa a ser mais saudável, mais sustentável e, porque não, mais feliz!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.