Home>Cidadania e Sociedade>MICROCHIP EM GATOS
Cidadania e Sociedade

MICROCHIP EM GATOS

Susana Ferreira
O microchip é um pequeno implante aplicado através de uma injecção, no qual consta a informação completa do animal e respectivo detentor. Estes dados estão registado numa base de dados Nacional, sendo acessível a todos os Médicos Veterinários e entidades oficiais. Desde 2008 que o microchip é obrigatório em cães. A partir de agora todos os detentores de gatos tem até 2021 para aplicar microchip nos seus animas. Se após esse período não cumprirem com a nova lei, estão sujeitos a pagamento de coima. Os gatos bebés são obrigados a identificação electrónica a partir dos 3 meses. No caso de animais de venda devem já estar identificados no momento da venda. Se tem gatos, deve procurar um Médico Veterinário e colocar o microchip.
Para muitos portugueses, esta lei será vista como mais uma despesa para o bolso dos contribuintes e onde o estado poderá ser beneficiado.No entanto, esta lei é muito mais do que isso. Esta lei vai permitir controlar o numero de animais registados por pessoa. Vai responsabilizar as adoções de gatos, tornando mais difícil o abandono. Vai permitir encontrar os gatos fugitivos. Claro que tudo isto só vai ser possível se os Médicos Veterinários insistirem e informarem os tutores para as consequências no caso de incumprimento da lei. Cabe às autoridades controlar os animais de rua e aplicar as devidas coimas, para que sirvam de exemplo a outros.
A caminhar lentamente no controlo de animais errantes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.